Após 11 dias à disposição dos moradores, a 12ª Feira do Livro de Criciúma encerrou no último sábado (13), na Praça Nereu Ramos. Organizado pela Câmara Catarinense do Livro (CCL), em parceria com a Prefeitura de Criciúma, por intermédio da Fundação Cultural de Criciúma (FCC), o evento literário recebeu a visita de aproximadamente 70 mil pessoas. Mais de 55 mil livros foram comercializados.

A Feira do Livro, além de incentivar o hábito da leitura, beneficiou escritores e artistas do município. “O evento incentivou a participação de produtores de conteúdo e auxiliou na descoberta de conhecimento. Mais de 15 escolas de Criciúma passaram pelos estandes. Nosso objetivo, que era envolver os moradores, foi alcançado”, explica o diretor da FCC, Ismail Ahmad.

O evento literário agradou ao público e proporcionou resultados positivos aos livreiros. “Os resultados foram semelhantes a edição do ano passado, que também foi satisfatória. A Feira do Livro segue firme e, com certeza, é um dos eventos mais bem-sucedidos de Criciúma”, afirma o coordenador da 12ª Feira do Livro de Criciúma, José Vilmar da Silva.

“Todos os anos, milhares de pessoas visitam a Feira do Livro. Este evento é tradicional no calendário cultural do município e, além de movimentar a economia, estimula a prática literária entre homens e mulheres e gera oportunidades para artistas criciumenses. Todos estão de parabéns”, ressalta o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro.

A Feira do Livro contou com apoio da Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc), Associação Beneficente da Indústria Carbonífera de Santa Catarina (Satc), Associação Feminina de Assistência Social de Criciúma (Afasc) e Anhanguera, além de escolas da rede pública e privada de Criciúma.

Fonte: Fagner Santos Foto: Arquivo/Decom