O Brasil, ao mesmo tempo em que comemora os 195 anos da sua Independência, continua com problemas sociais tão graves quanto há quase dois séculos e o caminho para a verdadeira independência é a educação. A afirmação foi feita pelo prefeito de Maracajá, Arlindo Rocha, na abertura do desfile cívico deste 7 de setembro, que reuniu cerca de duas mil pessoas na Avenida Nossa Senhora da Conceição, em Maracajá.

“A semente do futuro que estamos plantando são estas crianças e adolescentes que vão desfilar neste dia da pátria, vai depender de cada família para que estas sementes germinem, cresçam e se desenvolvam”, ilustrou o prefeito de Maracajá.

Seguidos pela Fanfarra Municipal, desfilaram representações das comunidades escolares das redes públicas, Apae, forças policiais, igrejas católica e evangélica e segmentos organizados da sociedade civil.

Vereadores, agentes políticos, autoridades policiais e representantes das igrejas católica e evangélicas ocuparam o palanque principal. Os hinos nacional e municipal foram executados quando todas as entidades estavam na Avenida Nossa Senhora da Conceição e o pároco de Maracajá, padre Lucas Bombazar abençoou a todos e pediu um minuto de silêncio pelo contexto atual do Brasil.

Fonte: Gilvan de França