As associações empresariais do Sul e Extremo Sul encaminham nesta sexta-feira, 28, um manifesto à Azul Linhas Aéreas pela permanência dos voos atuais entre o Aeroporto Regional Humberto Ghizzo Bortoluzzi, de Jaguaruna, e o Viracopos, em Campinas (SP).

A companhia aérea retirou da malha os horários de voos que partem de Jaguaruna às 6h05min e retornam de São Paulo às 21h30min. A mudança impossibilitará que os usuários da região cumpram compromissos em São Paulo e voltem no mesmo dia. A partir de 1º de setembro haverá apenas uma opção à tarde para ir e voltar da capital paulista.

“A decisão da companhia impactará diretamente na vida dos empresários, responsáveis pela geração de negócios do Sul catarinense, uma vez que essa troca no horário dos voos fará com que os empresários tenham que dormir duas noites em São Paulo”, destaca o presidente da Associação Empresarial de Criciúma (Acic), César Smielevski, que encabeçou o movimento.

Também há um movimento dos passageiros que utilizam os voos para que a companhia reverta essa decisão.

Entidades também pedem manutenção da BR-101

A manutenção da BR-101 também será pauta de um documento elaborado pelas entidades empresariais direcionado ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e aos deputados federais da região Sul.

“O documento é relativo a sinalização horizontal da BR-101 entre Palhoça e Paço de Torres, que está em péssimas condições. As viagens neste trecho, especialmente, no período noturno estão muito perigosas, colocando em risco a vida dos motoristas. Também estamos cobrando a manutenção do leito da rodovia”, explica o presidente da Acic.

Fonte: Deize Felisberto