A presidente da Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE) assinou na tarde desta quinta-feira, 08, no auditório da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) em Araranguá os Termos de Cooperação Técnico-Pedagógico entre a FCEE e 25 Apaes e congêneres pertencentes às Agências de Desenvolvimento Regional (ADR) de Araranguá e Criciúma.

Os termos prevêem a cessão de professores efetivos do quadro de magistério e admitidos em caráter temporário pela FCEE, entre professores de sala de aula – educação especial, educação física, artes e informática educativa, que já atuam nas entidades desde o mês de fevereiro. Os acordos de cooperação para o atendimento de pessoas com deficiência tem vigência até o mês de dezembro de 2016.

 "Ao todo são 3.518 professores em 188 Apaes e demais entidades em todo o Estado. São investidos mais de R$ 180 milhões, além dos R$ 25 milhões do Fundo Social para estas entidades", explica a presidente da FCEE, Rosemeri Bartucheski, que assinou os termos junto com os secretários executivos da ADR Araranguá, Ivan Gabriel Milanez Ávila, e da ADR Criciúma, João Rosa Filho Fabris.

 Segundo a integradora de educação especial e diversidade da Gered Araranguá, Marione Silveira Coelho, os termos assinados beneficiam na área de abrangência da ADR Araranguá, cerca de 960 alunos de 12 Apaes do Extremo-Sul, por meio da contratação pela Fundação e cedência de cerca de 160 professores. Já na área de abrangência da ADR Criciúma, segundo a integradora de educação especial e diversidade, Daiane De Luca Pagani Milanez, são 1.375 alunos beneficiados com as assinaturas, das 10 Apaes e três congêneres.

O presidente da Apae de Araranguá, Sadi Possamai Soprana, citou que é fundamental este apoio à instituição. “Esta contratação de professores, por meio do Governo do Estado, através da Fundação Catarinense de Educação Especial e ADR, garantem o atendimento especializado para nossos alunos”, disse.