No último sábado, 11 de junho, durante as apresentações culturais que antecederam aos atos de inauguração do novo Circuito Cultural Religioso de Sombrio, o grupo de professores que difundem a arte da Capoeira em Sombrio e região, Joel, Betinho, Ruderval e Encarnado, promoveram uma grande Roda de Capoeira na Avenida Nereu Ramos. A apresentação atraiu um grande número de pessoas e contou com a presença do prefeito Zênio Cardoso.

Ao final da apresentação, o instrutor Fernando Maggi (Encarnado) em nome do grupo prestou uma homenagem ao Mestre Monsueto, Ananilson de Souza, conhecido como o “Souza”, que faleceu em 2015.

“Se nós estamos aqui é porque alguém chegou há muito tempo e nos ensinou essa arte de jogar a capoeira e esse alguém é o saudoso Mestre Monsueto. Por isso prefeito Zênio, pedimos que seja dedicado um espaço no Circuito Cultural para que possamos realizar nossas rodas e que marque a passagem do Souza por Sombrio”, disse o professor. O prefeito Zênio Cardoso disse que o pedido dos capoeiristas é procedente e estará apoiando nesta bela iniciativa de homenagear ao saudoso Mestre Monsueto que contribuiu significativamente para a arte da capoeira em Sombrio e região.

Monsueto, Mestre capoeirista que veio do Rio de Janeiro, trouxe arte de jogar capoeira para Sombrio e região

Saiba Mais

Atuante há mais de 40 anos na capoeira, Ananilson de Souza, conhecido como Mestre Monsueto, era um dos mais conceituados e respeitados mestres de capoeira do Sul do país. Conhecedor da cultura local, Monsueto era natural do Rio de Janeiro e uma figura carismática do município de Sombrio. Ele vinha se recuperando de complicações causadas por infartos sofridos no mês de junho de 2015, no entanto, não resistiu e faleceu dia 28 de julho do mesmo ano, na cidade de Porto Alegre, aos 63 anos de idade. Seus ensinamentos marcaram gerações e inspiraram vários capoeiristas em todo Brasil.

Fonte: Assecom