Rolando Christian Coelho
17/09/2019 09h42

Fui ver a Serra da Rocinha de perto

Rolando Christian Coelho, 17/09/2019

Percorri ontem, com o prefeito de Timbé do Sul, Beto Biava (PP), toda a extensão da Serra da Rocinha, obra do Governo Federal que está integrada à outras obras que vêm sendo realizadas na BR 285, aqui no Extremo Sul Catarinense, e também na região serrana do Rio Grande do Sul.

Do centro de Timbé do Sul até o início da serra propriamente dita, que compreende um trecho de cerca de 6 quilômetros, a BR 285 já está totalmente pavimentada com asfalto. Dali para frente, já subindo a serra, em direção ao Rio Grande do Sul, são mais 14 quilômetros de estrada. Os primeiros oito quilômetros de subida começaram a ser pavimentados, através de concretagem na semana passada. Ontem era possível observar serviços sendo executados no lado da pista que sobe a serra. Cerca de um quilômetro já havia recebido a primeira camada de concreto. Trata-se de um material de alta qualidade e se percebe, nitidamente, que o trabalho está sendo feito com muito esmero pelos engenheiros, técnicos e trabalhadores da obra.

Depois desse trecho inicial que está sendo pavimentado, o que se observa é que a sequencia da estrada, ao longo dos próximos sete quilômetros, já está com sua base primária praticamente pronta, esperando apenas pela camada de concreto.

Neste trecho também são encontradas grandes obras artesanais, como viadutos e algumas contensões de encosta. Tudo, num primeiro olhar, numa escala gigante, com técnicas de engenharia que não observamos nem na Serra do Rio do Rastro, nem na Rota do Sol, que são as rodovias que nos levam comumente a região serrana gaúcha.

Do oitavo quilômetro da serra em diante, até a divisa como município de São José dos Ausentes (RS), o cenário é menos animador. A pista não está totalmente alargada e também se observam muitas encostas instáveis. Na primeira metade da serra, os paredões são formados em sua totalidade praticamente só por rochas. Dali para cima, os paredões são uma mistura de rochas, pedras menores e material argiloso, o que, obviamente, deixa todo o cenário muito instável. É justamente ai aonde são necessários os cerca de R$ 40 milhões que o Governo Federal ainda necessidade aportar, para que os trabalhos de pavimentação da Rocinha sejam efetivamente concluídos.

Paralelo a pavimentação que vem sendo feita, há muitos trabalhadores fazendo acabamentos em viadutos, e outros trabalhando em contenção de encostas menores. Trata-se de uma obra muito grande, a maior já feita em nossa região depois da BR 101, e que deve ultrapassar os R$ 100 milhões em investimentos. Pelo cronograma, e se houver dinheiros, ela deverá ser concluída no final do ano que vem.

Governo deve asfaltar Forquilhinha a Maracajá

Deputado estadual Rodrigo Minotto (PDT) conseguiu arrancar compromisso do governador Carlos Moisés da Silva (PSL) quanto a pavimentação asfáltica da rodovia Jacob Westrup, ligando Forquilhinha à Maracajá, num trecho de 8 quilômetros de extensão. Deste total, cerca de 5 quilômetros ficam dentro do território de Forquilhinha e os outros três em Maracajá. Em princípio, existe a expectativa de que Carlos Moisés anuncie oficialmente a obra no mês que vem. Se isto for confirmado, será a primeira obra nata da gestão do atual governador em nossa região. Ainda que seja praticamente nada estes três quilômetros dentro do território de Maracajá, pode ser que se trata do início de uma melhor atenção dispensada pelo governo estadual ao Extremo Sul.

PP de Passo de Torres converge para Dado, mas MDB não crê

Progressistas de Passo de Torres parece convergir a passos lagos para apoiar a candidatura do ex-presidente da Câmara Municipal de Vereadores, Eduardo Cardoso, o Dado (PP), ao executivo. Em princípio, Dado e o vereador André Porto não os nomes preferenciais do partido para a disputa pela Prefeitura. Dado, no entanto, parece demonstrar maior capacidade de agregação dentro do partido. O MDB, por sua vez, que deve apoiar a candidatura do prefeito Jonas Souza (MDB) à reeleição, parece não acreditar que Dado Cardoso será o adversário do pleito eleitoral do ano que vem. A base emedebista parte do princípio que Dado, por ser um ex-filiado do MDB, não conseguiria convencer a velha guardo Progressista a apoiá-lo. Por conta disto, as apostas são de que André Porto deve ser o candidato a prefeito pela oposição.

Nego Gomes diz que MDB terá candidato a prefeito em Sombrio

Secretário de Obras de Sombrio, Nego Gomes, que está licenciado de suas funções de vereador, diz que o “MDB terá sim candidato a prefeito ano que vem em Sombrio”. De acordo com Nego, ele próprio, e também o empresário Carlo Alano, são os pré-candidatos da sigla ao executivo municipal ano que vem. Sobre as especulações dando conta de que o MDB poderá apoiar uma candidatura ao executivo da atual vice-prefeita Gislaine Dias da Cunha (PL), Nego se restringiu a dizer que “se ela estivesse no MDB também seria uma pré-candidata à prefeitura pelo partido”. De forma bem clara, o secretário diz que lutará pela vaga de candidato a prefeito pelo MDB ano que vem, e que não aceitará outra candidatura que não seja do partido na cabeça de chapa.

Vampiro não se cansa de elogiar governador Carlos Moisés

Deputado estadual Luiz Fernando Vampiro (MDB) não tem poupado elogios ao governador Carlos Moisés da Silva (PSL), a quem tem classificado de “dinâmico, empreendedor e visionário”. No embalo, Vampiro tem ressaltado que Carlos Moisés está dando exemplo de gestão pública, “promovendo um governo pautado na economicidade e na busca de resultados para a população catarinense”. Diz que o governador está realizando uma gestão exitosa, sem paralelo na história do Estado. Só está faltando dizer que Carlos Moisés deveria ter sido governador há muito mais tempo, e que deve ficar por vários outros anos no comando do Estado. Para um ouvido mais atento, na prática Vampiro está falando mal dos governos passados, o que inclui o de Eduardo Moreira (MDB, do qual ele próprio participou.

Os textos dos Blogs são opinativos e de responsabilidade dos autores. Não significa que a opinião expressada por eles seja a mesma do Grupo W3.

Recomendadas para você

Outras notícias