Rolando Christian Coelho
05/09/2019 10h02

Mesmo fora do Orçamento, Rocinha continua

Rolando Christian Coelho, 05/09/2019

Notícia dando conta de que o Orçamento da União do ano que vem não contempla recursos para a conclusão da Serra da Rocinha, não preocupou o prefeito de Timbé do Sul, Beto Biava (PP). De acordo com ele, em recente audiência com o Ministro dos Transportes, Tarcísio Gomes de Freitas, foi assegurado que as obras da serra não serão objeto de paralisação, “independente do que diz o Orçamento do Governo Federal”.

A Serra da Rocinha está inserida na BR 285 e a previsão é a de que as obras de sua pavimentação sejam concluídas até o final do ano que vem. Em princípio, faltam cerca de R$ 40 milhões para que isto aconteça. A expectativa era a de que este valor fosse assegurado no Orçamento da União de 2021, o que garantiria, de forma efetiva, que não faltariam recursos para a obra. Mesmo sem esta garantia oficial, o prefeito Beto Biava se diz tranqüilo em relação à conclusão da Rocinha, que está localizada, quase que em sua totalidade, dentro de seu município. “O Ministro Tarcísio e técnicos do Dnit nos receberam em uma audiência no último dia 21, em Brasília. e foram bastante claros quanto à intenção do Governo Federal de terminar a obra, nem que para isto sejam utilizados recursos afora o que estará pactuado no Orçamento federal para o ano que vem”, comentou o prefeito. A aludida audiência também contou com a presença do prefeito de Turvo, Tiago Zilli (MDB).

A notícia de que o Orçamento da União de 2021 não contemplava as obras de conclusão da BR 285, e, por conseqüência a Serra da Rocinha, motivou a mobilização dos deputados federais sulistas Geovânia de Sá (PSDB), Ricardo Guidi (PSD) e Daniel Freitas (PSL), que estiveram no Palácio do Planalto se inteirando dos fatos. Todos foram tranqüilizados pelo Ministro da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos, que lhes garantiu que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) não permitirá com que a obra seja paralisada.

A bem da verdade, não é nenhum pouco comum que uma obra fique fora do Orçamento da União e ainda assim receba recursos do governo. Isto só acontece em casos especiais, o que parece ser o caso da Serra da Rocinha. Em princípio, todos no Governo Federal têm falado que a obra será tocada até o fim, e que sua inauguração se dará em dezembro do ano que vem. “O que nos cabe é confiar na palavra que vem sendo empenhada”, comenta o prefeito de Timbé do Sul, Beto Biava.

Geovânia encaminha pedidos de prefeitos do PSDB

Deputada federal Geovânia de Sá (PSDB) já parece ter superado perda da filiação do prefeito de Maracajá, Arlindo Rocha, que deixou o ninho tucano e permanece sem partido. Em recente incursão pela Esplanada dos Ministérios, Geovânia acompanhou o prefeito de Praia Grande, Henrique Maciel (PSDB), e o prefeito de Balneário Arroio do Silva, Juscelino Guimarães, o Mineirinho, recém filiado ao PSDB, em audiência com o Ministro da Cidadania, Osmar Terra. Dentre outros assuntos, foram tratados temas relacionados à liberação de recursos para a construção de Centro de Convivência em Praia Grande, e para a construção de um Centro de Recreação do Idoso, em Arroio do Silva. Geovânia quer que os tucanos voem alto, com vistas à 2020.

Jessé Lopes está em pé de guerra com Carlos Moisés

Deputado estadual Jessé Lopes (PSL) não parece nem um pouco preocupado com a opinião do governador Carlos Moisés da Silva, seu correligionário. Primeiro, Jessé tirou o retrato oficial do governador da parede de seu gabinete. Ato seguinte, sugeriu que Carlos Moisés vendesse a Casa da Agronômica, residência oficial do governador, e construísse apartamentos funcionais, para economizar recursos dos cofres públicos. Agora, um dos assessores de Jessé publica post nas redes sociais dando conta de que, com exceção do deputado, todos os demais parlamentares estaduais possuem um “acordo” com o governador. Coisa está ficando sinistra.

PP de Arroio vai procurar MDB novamente para 2020

Imbuído do desejo de lançar candidato a prefeito em Balneário Arroio do Silva ano que vem, o Progressistas diz que conversará com os parceiros de 2016, para, a partir daí, compor o grupo que enfrentará as urnas em 2020. Isto acaba incluindo o MDB, que concorreu como vice do Progressistas no pleito passado. Problema é que os emedebistas já estão mais para lá, do que para cá. O partido acabou se aliado a gestão do prefeito Juscelino Guimarães, o Mineirinho (PSDB), e hoje ocupa a Secretaria Municipal de Saúde. Ainda assim, a sigla também deverá ser procurada. O partido também está de olho nos dissidentes do PSD, que não foram com Mineirinho para o PSDB, mas que também não apóiam mais Evandro Scaini (PSD).

Bolsonaro poderá vir inaugurar Serra da Rocinha

Corre a boca miúda, no Ministério dos Transportes, em Brasília, que presidente Jair Bolsonaro (PSL) poderá vir inaugurar obras da Serra da Rocinha, em dezembro do ano que vem, em Timbé do Sul. A informação extra-oficial segue uma lógica: Bolsonaro quer inaugurar pessoalmente todas as obras federais ligadas ao setor viário do país, já que os caminhoneiros constituem uma significativa parcela de sua base de apoio governamental. Apesar de todos os percalços, a Rocinha deverá ser uma das primeiras obras de vulto a ser inaugurada pelo presidente. Cerca de 50%, dos R$ 100 milhões necessários para a obra, serão liberados em sua gestão de Bolsonaro.

Os textos dos Blogs são opinativos e de responsabilidade dos autores. Não significa que a opinião expressada por eles seja a mesma do Grupo W3.

Recomendadas para você

Outras notícias