Rolando Christian Coelho
14/08/2019 09h40

Recuperação de rodovias deve começar mês que vem

Rolando Christian Coelho, 14/08/2019

Consórcio firmado entre os municípios de nossa região, visando recebimento de recursos para a manutenção de rodovias estaduais aqui no Extremo Sul, deverá ser formalizado na próxima semana. Onze, dos 15 municípios da Amesc, já receberam autorização de suas Câmaras Municipais para integrar o consórcio, cujo objetivo final é o de receber recursos da Secretaria de Estado da Infraestrutura para operações tapa-buracos, roçadas, patrolamentos e sinalizações em rodovias estaduais. A formalização do ingresso dos demais municípios está em andamento. Em princípio, o Governo do Estado repassará, todos os meses, R$ 400 mil para o Consórcio, que decidirá aonde os recursos serão aplicados.

A expectativa é que já no próximo mês os trabalhos de recuperação das rodovias sejam iniciados. Eles se darão através de empresa a ser contratada pelo Consórcio, através de licitação pública. Cada um dos quinze municípios da Amesc apresentará suas demandas locais, e os serviços serão realizados por consenso entre os prefeitos, de acordo com os recursos disponíveis. “Muita gente diz que estamos trazendo para as prefeituras uma responsabilidade que não é nossa. O que temos que avaliar é que, hoje, o Governo do Estado não repassa nenhum centavo para este tipo de serviço. Me parece que R$ 400 mil é bem melhor que nenhum centavo por mês”, comenta o prefeito de Turvo, Tiago Zilli (MDB).

Zé Milton quer que governo reveja ICMS para agricultura

Presidente da Comissão de Agricultura e Política Rural da Assembleia Legislativa, deputado José Milton Scheffer (PP), solicitou audiência com o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) para tentar convencê-lo a mudar de ideia, no que diz respeito a decisão de aplicar alíquota de 17% de ICMS sobre insumos e defensivos agrícolas. A nova normativa do governo atinge todo o setor agrícola do Estado, o deixando menos competitivo em nível nacional e internacional. Em nossa região a rizicultura é a mais prejudicada, trazendo reflexos, em escala, para diversos outros seguimentos da economia. “Vamos tentar sensibilizar o governador quanto aos reflexos negativos dessa decisão. Não adianta aumentar a arrecadação do Estado e quebrar o setor produtivo. No fim, se não se produzir, não se pagará imposto”, comentou o parlamentar.

Prefeito de Maracajá diz que apoiará quem não for político

Prefeito de Maracajá, Arlindo Rocha, que deixou recentemente o PSDB e se manterá sem filiação partidária, diz que seu candidato a prefeito, ano que vem, será aquele, dentre a população de seu município, que estiver alinhado com a ideia de uma administração essencialmente técnica diante da gestão municipal. “Não vou concorrer à reeleição, e também não vou apoiar político de carreira. Quero distância da política partidária. Isso é um atraso para o município. Um prefeito tem que ser um gestor público, não um filiado partidário que coloca a coisa pública a serviço de seu grupo político e de aliados”, comenta Arlindo. De acordo com o prefeito, a decisão de não concorrer à reeleição está ligada diretamente a necessidade de retomar suas atividades profissionais enquanto advogado.

Passo de Torres deve zerar fila de exames complexos

Prefeito de Passo de Torres, Jonas Souza (MDB), conseguiu recursos na ordem de R$ 100 mil, junto ao Governo Federal, para a realização de consultas e exames de média e alta complexidade. De acordo com ele, será realizado um mutirão para zerar a fila de pessoas que precisam de atendimento para situações que envolvam a necessidade de endoscopia, colonoscopia, ressonância magnética, ultrasonografia e diversos outros exames. Tais atendimentos são de responsabilidade do governo estadual, mas o mesmo não vem cumprindo com suas obrigações. A Secretaria Municipal de Saúde de Passo de Torres mantém um cadastro com cerca de 600 pessoas na fila de espera para a realização de tais consultas e exames. De acordo com Jonas Souza, é provável que até o final do ano grande parte da demanda esteja solucionada.

Serra da Rocinha é incluída em pauta com Bolsonaro

Presidente do Fórum Parlamentar Catarinense, deputado federal Rogério Peninha Mendonça (MDB), acatou solicitação da deputada federal Geovânia de Sá (PSDB), e incluiu as obras na BR 285, especificamente no trecho que diz respeito a Serra da Rocinha, na pauta da reunião que os deputados federais catarinenses terão com o presidente Jair Bolsonaro (PSL) amanhã, pela manhã, em Brasília. Em princípio, a Rocinha não estava elencada para ser discutida no encontro com Bolsonaro. Vale lembrar que o Governo Federal ainda precisa assegurar R$ 40 milhões para que as obras de pavimentação na Serra da Rocinha não sejam paradas. Sem esse recurso, a pavimentação pode ficar parada, a exemplo de quase duzentas outras obras federais que estão largadas às moscas Brasil afora.

Os textos dos Blogs são opinativos e de responsabilidade dos autores. Não significa que a opinião expressada por eles seja a mesma do Grupo W3.

Recomendadas para você

Outras notícias