Rolando Christian Coelho
11/07/2019 10h31

PSDB de Jacinto se alia a Gaiola Mezzari

Rolando Christian Coelho, 11/07/2019

PSDB de Jacinto Machado manifestou apoio a gestão do prefeito João Batista Mezzari, o Gaiola (MDB). Durante o pleito eleitoral de 2016, os tucanos estiveram aliados ao projeto de eleição do então vice-prefeito Adelor Emerich (PP), numa coligação que contava ainda com PT, PDT, PSB e PROS, mas que não conseguiu sair vitoriosa das urnas. A coligação vencedora, além do MDB de Gaiola, disputou com PSD, DEM, PPS e PTB, e agora passará a contar com o PSDB. Em princípio, esta unidade deve prevalecer para a disputa do ano que vem, com franca tendência de que Gaiola dispute a reeleição.

Sem reforma, prefeituras vão quebrar

Que as prefeituras de todo o país caminham a passos largos para a falência isso já não é novidade para ninguém. Esta falência, no entanto, será acelerada caso a reforma da Previdência não contemple, também, os executivos municipais. É que o chamado aumento vegetativo da folha de pagamento das prefeituras não têm freios. Mesmo que qualquer prefeitura não contrate mais ninguém, e ainda que não dê aumentos reais acima dos índices inflacionários, ainda assim, em determinado momento, as folhas de pagamento extrapolarão os limites da razoabilidade por conta do acúmulo de direitos adquiridos via planos de carreira. Pior ainda para aquelas prefeituras que são geridas pelo sistema estatutário, e que, por conta disto, precisam dar conta de seus próprios fundos para pagar pensões e aposentadorias.

A inclusão de Estados e Municípios na reforma da Previdência pode ser o alívio que os executivos precisam para ter sobrevida. O problema é que o tema não tem avançado no Congresso Nacional por conta do lobby do funcionalismo público. O fato é que ninguém quer se aposentar com o pé na cova.

Uma emenda do Partido Novo garantia que Estados e Municípios entrariam na reforma. Ontem, no entanto, a sigla desistiu da emenda na Câmara dos Deputados, pois viu que ela não iria receber os 308 votos necessários para a aprovação. Estratégia será colocar a emendar no projeto de reforma quando este estiver tramitando no Senado Federal. No entanto, não há nenhuma garantia de que a emenda será aprovada. Outras tentativas de colocar emenda no mesmo sentido já haviam sido barradas ao longo da tramitação do projeto na Câmara dos Deputados. Nenhuma teve êxito. Dá a entender que a vaca de governadores e prefeitos irá para o brejo.

Nelson vai investir R$ 9 milhões em Santa Rosa

Prefeito de Santa Rosa do Sul, Nelson Cardoso de Oliveira (PSD), já está executando obras do programa Avançar Cidades, que injetou R$ 5 milhões na administração municipal objetivando principalmente a pavimentação de vias públicas. Os recursos, a título de financiamento, serão pagos em 20 anos. Outros cerca de R$ 4 milhões estão sendo postulados junto a Caixa Econômica Federal, para pagamento em dez anos. Neste caso, as obras, também de infraestrutura, serão realizadas ao longo dos próximos dois anos e meio, com os recursos liberados de acordo com a execução. Intenção principal de Nelson é pavimentar praticamente todas as ruas da sede municipal até o final de seu mandato.

Moacir Teixeira dará ordens de serviço amanhã

Prefeito de São João do Sul, Moacir Teixeira (MDB), irá assinar amanhã, às 10h30min, na sede do executivo municipal, ordem de serviço para a realização de obras de pavimentação nas localidades de Vila Conceição, Três Coqueiros e Timbopeba, no interior do município. Serão beneficiadas três ruas em Vila Conceição, uma em Três Coqueiros e ainda o recapeamento asfáltico das ruas no entrono da Praça de Timbopeba, além de mais um quilômetro de pavimentação asfáltica na mesma localidade, em direção a Passo Magnus. Todas as obras devem ser iniciadas nos próximos dias.

Paulão diz que vai disputar executivo em Timbé do Sul

Paulo Bernhardt (MDB), assessor do deputado estadual Volnei Weber (MDB), se diz francamente propenso a disputar o executivo municipal de Timbé do Sul ano que vem. De acordo com ele, o clima dentro do partido é extremamente favorável a este projeto. “O que precisamos agora é construir uma coligação que nos amplie os horizontes”, comenta Paulão, que durante duas décadas assessorou o ex-deputado estadual Manoel Mota (MDB). Ex-vereador de Timbé, ele também chegou a disputar a prefeitura em 1996, na condição de candidato a vice na chapa encabeçada por Vanildo Pezente (MDB), que acabou sendo derrotada por Valentin Colodeu (PP) na ocasião.

Os textos dos Blogs são opinativos e de responsabilidade dos autores. Não significa que a opinião expressada por eles seja a mesma do Grupo W3.

Recomendadas para você

Outras notícias