Rolando Christian Coelho
04/06/2019 09h04

Alcatraz pode ruir com Júlio Garcia

Rolando Christian Coelho, 04/06/2019

Projeto político de Júlio Garcia (PSD) de chegar ao Governo do Estado está seriamente ameaçado pela Operação Alcatraz, desencadeada pela Polícia Federal, em consonância com a Receita Federal. Um dos principais investigados é o ex-secretário adjunto de Estado da Administração, Nelson Nappi, que desde fevereiro trabalhava na Assembleia Legislativa a convite de Garcia. Sobre ele, recai a acusação de ter usado de sua função para ajudar a arquitetar esquemas de corrupção, que resultaram na destinação de recursos públicos para políticos catarinenses.

A teia de aranha do esquema não é pequena e tem ramificações para tudo quanto é lado, mas envolve principalmente políticos do PSD e do MDB. Em meio à trama, é investigada uma situação que envolve a prestação de serviços de uma agência de publicidade para duas empresas terceirizadas contratadas pelo governo. Basicamente, o governo contratava as duas empresas terceirizadas, que, por sua vez, contratavam a empresa de publicidade para prestar serviços a elas. Notas de cobrança da empresa de publicidade eram emitidas, mas os serviços, de acordo com as investigações, não eram prestados. O valor das notas seria destinado a políticos do PSD e MDB. De acordo com a Receita Federal, somente em impostos atrasados, juros e multas, os valores das tais notas ultrapassam os R$ 100 milhões.

O problema de Júlio consiste no fato dele ser apontado como um daqueles que ajudava a bancar Nelson Nappi na Secretaria de Administração do Estado. A evidência disto se ressaltou ainda mais quando Nappi foi exonerado do governo e convidado para trabalhar na Assembleia Legislativa por Júlio. Afora isto, Lúcia Garcia, irmã de Júlio, era secretária de Nelson Nappi.

Em princípio tudo é muito embrionário, e por óbvio, Júlio Garcia diz desconhecer qualquer esquema. As atenções, agora, ficam por conta do depoimento Nelson Nappi e, principalmente, de João Buatim, dono da empresa que emitia as notas, aparentemente frias. Sabendo que estava sendo investigado, Bautim já teria dito aos mais próximos que se caísse, não cairia sozinho.

Volnei Weber está inovando na comunicação

Deputado estadual Volnei Weber (MDB) produziu vídeo com foco em seus primeiros cem dias de legislatura. No material, ressaltou suas principais ações enquanto parlamentar. Trouxe ao grande público aquilo que todos desejam de um político: a prestação de contas de suas atividades. Bem que a moda poderia pegar, afinal de contas, o que mais o eleitor quer saber é o que seu representante está fazendo. O vídeo foi realizado pela Performace Comunicação, em parceria com a assessoria de comunicação do deputado.

Nomes novos estão em evidência em Gaivota

Política em Balneário Gaivota, com vistas ao pleito municipal do ano que vem, tem sido marcada pelo enaltecimento de vários nomes novos no processo sucessório. Em princípio, os que mais se ressaltam são o do engenheiro Carlos Cabreira Gomes (PP), do presidente da Câmara Municipal de Vereadores, Nando Santos (PSD), e do empresário Joaci Silva de Oliveira (MDB). Nenhum deles disputou eleições majoritárias até hoje, e acabam refletindo, cada qual a seu modo, a tão almejada renovação clamada pelos eleitores brasileiros. O pleito municipal de 2016 derrubou mais da metade daqueles políticos tradicionais, que almejavam continuar, ou voltar ao poder. Não foi nada diferente no que diz respeito a eleição do ano passado. Com uma população composta fortemente pelo processo de imigração, e sem muitas ligações históricas com o município, tendência dos gaivotenses é apostar na novidade em 2020.

Jacinto Machado sanciona Refis para 2019

Prefeito de Jacinto Machado, João Batista Mezzari (MDB), sancionou lei que institui no município o Refis de 2019. Com ele, os contribuintes que possuem débitos junto à prefeitura podem quitá-los com descontos de até 95% de juros e multas para pagamentos à vista. Para quem preferir parcelar em três vezes o desconto será de 80%, e para quem parcelar em seis vezes, de 60%. De acordo com a Secretária de Administração e Finanças, Ana Beletini Klock, o Refis é destinado àqueles que têm débitos até o final de dezembro do ano passado.

Com MDB próximo de Salvaro, Boeira se afasta

Convite do deputado estadual Luiz Fernando Vampiro, para que o ex-deputado federal Jorge Boeira (PP) se filiasse ao MDB, objetivando disputar a Prefeitura de Criciúma, perdeu totalmente o sentido. O partido está cada vez mais próximo do governo municipal de Clésio Salvaro (PSDB), com quem Boeira rivaliza no plano local. O estreitamento de laços entre Salvaro e o MDB não tem sido pequeno. Na última segunda-feira o ex-secretário de Estado da Saúde, Acélio Casagrande, um dos expoentes do MDB de Criciúma, assumiu a Secretaria Municipal de Saúde do município. Antes disto, ele ocupava a Secretaria Executiva da Amrec, por indicação de Clésio Salvaro. Ainda que apoiado pelo Progressistas no passado, o prefeito criciumense da cada vez mais sinais de que quer uma dobradinha entre tucanos e emedebistas ano que vem. Se Boeira quiser entrar no páreo, terá que se aproximar dos partidos que compõe o outro lado da moeda.

Os textos dos Blogs são opinativos e de responsabilidade dos autores. Não significa que a opinião expressada por eles seja a mesma do Grupo W3.

Recomendadas para você

Outras notícias