Rolando Christian Coelho
16/05/2019 09h39

Eleição é dia 1º e MDB continua dividido

Rolando Christian Coelho, 16/05/2019

MDB Estadual ainda não chegou a um denominador comum no que diz respeito a escolha de sua nova executiva. Faltando apenas duas semanas para que o partido escolha seu novo presidente, no dia 1º de junho, continuam na briga pelo comando da sigla o senador Dário Berger e os deputados federais Celso Maldaner e Carlos Chiodini. Pelo menos, em princípio, o ex-governador Eduardo Moreira não é mais candidato, e também nenhum nome novo foi confirmado no processo.

A situação vivenciada pelo MDB é para lá de estranha. Primeiro porque o próprio partido sabe que só o que poderá fazê-lo ressurgir das cinzas em Santa Catarina é a unidade interna. As três candidaturas, no entanto, demonstram justamente o contrário. Outro tema que é uma incógnita é a divisão da divisão. Até pouco tempo o ex-deputado federal Mauro Mariani era aliado de Dário Berger, contra Moreira. Agora, Mariani está bancando a candidatura de Carlos Chiodini, contra Berger!

O coordenador regional do MDB aqui no Extremo Sul, Heriberto Afonso Schmidt, diz acreditar no consenso. “Acho que as coisas vão se encaminhar nesse sentido. Temos que chegar na convenção com apenas um candidato consensual, para mostrarmos que o partido está unido, focado em 2020”, comenta. O desejo de Heriberto, no entanto, não tem sido manifestado pelos candidatos, já que nenhum deixa a entender que abandonará sua candidatura, muito pelo contrário.

Interessante que o MDB parece ter esquecido que foi justamente esta divisão o que fez com que o partido sequer chegasse ao segundo turno, na disputa pela governadoria, ano passado. Sem um horizonte definido, pelo visto quer repetir o feito negativo na eleição municipal do ano que vem.

Sombrio deverá ter energia elétrica melhor

Depois de muito estudo, finalmente Celesc está propensa a construir uma rede de energia para abastecer exclusivamente o município de Sombrio. Esta rede viria diretamente de Forquilhinha até o município. Parte da rede já está pronta. É a que liga Forquilhinha a Turvo. Haveria, então, uma conexão de Turvo a Sombrio, ou a construção de uma rede totalmente nova. Em princípio, isto aumentaria sensivelmente a qualidade de energia de Sombrio e de Balneário Gaivota, que é para lá de duvidosa. Especialmente no verão, ou o cidadão toma banho de chuveiro, ou liga o micro-ondas. Se fizer os dois, cai tudo.

MDB é partido mais mobilizado na região

MDB é o partido que mais tem conversado em nossa região com vistas às eleições municipais do ano que vem. Sigla já tem vários pré-candidatos aos executivos. De forma natural, já são referenciados como candidatos à reeleição os prefeitos emedebistas de Turvo, Tiago Zilli, de Jacinto Machado, João Batista Mezzari, de São João do Sul, Moacir Teixeira e de Passo de Torres, Jonas Souza. Além deles, em praticamente todos os demais municípios da região já há indicativos quanto a quer será o candidato a prefeito. Em Maracajá, por exemplo, ressaltam-se os nomes de Wagner da Rosa e de Valmir Carradore. Em Morro Grande são apontados como pré-candidatos Ênio Zuchinalli, João Magagnin e Ilson Crepaldi. Em Timbé do Sul, Paulo Bernhardt. Em Balneário Gaivota, Joaci Silva de Oliveira. Em Praia Grande Lúcio Casagrande, em Santa Rosa do Sul, Tiago Bittencourt, e por ai afora.

Cleiton Salvaro continua na espera para assumir

Continua impasse envolvendo o PSB catarinense e o PSB nacional, o que, em princípio, é ruim para o suplente de deputado estadual criciumense Cleiton Salvaro (PSB). O PSB nacional interveio no PSB catarinense, mas esta intervenção foi revogada pela justiça. A intervenção facilitaria, em muito, a expulsão dos deputados estaduais Bruno Souza e Nazareno Martins, que deixaram a sigla de forma sumária. O PSB nacional quer a expulsão deles. Com a expulsão, Salvaro poderia tomar o lugar de um dos dois. Sem intervenção, tudo fica trancado, o que inclui o processo interno de Bruno e Nazareno.

BR 101: Dnit não deu mais as caras na região

Passado mais de um ano de reivindicações, nada do Dnit se manifestar a respeito das adequações necessárias na duplicação da BR 101, especialmente no trecho entre Araranguá e Santa Rosa do Sul, com foco primordial em Sombrio, aonde há uma série de aberrações de engenharia rodoviária. Técnicos do Dnit que estiveram na região ano passado prometeram apresentar projeto atendendo solicitação das adequações necessárias. Até agora, nada. Enquanto isto, persistem problemas crônicos como o do trevo das marginais da BR 101, entre o bairro Parque das Avenidas e Januária, em Sombrio, e a falta de acesso direto da rodovia até a localidade de Jaguarari, em Santa Rosa do Sul. Já em Araranguá, a marginal Sul da Havan está inconclusa. Afora isto, há mais um caminhão de estrangulamentos, que dificultam principalmente a vida de quem quer sair da 101 para entrar em suas marginais, e vice-versa.

Os textos dos Blogs são opinativos e de responsabilidade dos autores. Não significa que a opinião expressada por eles seja a mesma do Grupo W3.

Recomendadas para você

Outras notícias