Rolando Christian Coelho
05/06/2018 12h00

Bolsonaro perdeu chance de manter o tom agressivo

Rolando Christian Coelho, 05/06/2018

Bolsonaro perdeu chance de manter o tom agressivo

Pré-candidato à Presidência da República, deputado federal Jair Bolsonaro (PSL), errou ao amenizar o tom durante a greve dos caminhoneiros. No fim das contas, chegou a gravar um vídeo, que circulou nas redes sociais, solicitando o encerramento do movimento, que já iria se esvair por si só.

Durante quase dez dias o Brasil viveu momentos muito peculiares por conta da greve, dando a impressão de que, finalmente, o povo havia tomado o poder. Os caminhoneiros foram o alicerce deste sentimento patriótico, que, no entanto, não tinha um líder ou uma voz política nacional. Aquela era a hora de Bolsonaro ter puxado para si esta responsabilidade, colocando-se como o brado dos oprimidos.

Tudo isto seria possível porque havia uma sintonia entre as demandas da classe e os discursos do pré-candidato. Nada soaria falso. Bolsonaro não passaria a impressão de que estava se aproveitando do momento, afinal de contas, aquele momento também era dele. Maior prova disto foi o fato de vários videos de caminhoneiros terem circulado nas redes sociais solicitando um posicionamento de Bolsonaro, que simplesmente não veio.

É claro que Bolsonaro já começa a se preocupar em passar a imagem de alguém mais plural, principalmente para que consiga atrair aliados. Esta preocupação, no entanto, está vindo muito cedo. A hora é de aliança com o povo, e só depois com os caciques da política. Sem dúvida alguma, Bolsonaro perdeu a grande chance de se consolidar definitivamente com vistas à 2018.

Notas

Vereador sombriense Peri Soares (PP) solicitou licença de 30 dias, a partir de ontem. Isto possibilitou com que Nano Freitas (PSD), primeiro suplente da coligação que ambos integram, assumisse o legislativo municipal. Já na próxima semana, quem se licenciará, a título de férias, é o prefeito Zênio Cardoso (MDB), que irá para a Rússia acompanhar a Copa do Mundo de Futebol. Em seu lugar assumirá a vice-prefeito Gislaine Dias da Cunha (PR).

Deputada federal Geovânia de Sá (PSDB) protocolou Projeto de Lei interessante, ontem, na Câmara Federal. O PL prevê a possibilidade de que pais biológicos ou adotivos antecipem suas férias, de modo a acompanhar a integração da criança à família. Os dias de férias seriam proporcionais ao que o trabalhador tem direito. Decisões judiciais que culminam com a guarda de alguém à determinada família também ensejariam este direito, de acordo com o PL. Hoje os pais têm direito a cinco dias de licença pelo nascimento ou adoção de um filho.

Depois das especulações dando conta da possível aliança entre PSD e PSB para disputar o executivo estadual neste ano, uma série de outras montagens foram configuradas com vistas ao pleito de 2018. Nesta seara, mais uma vez foi ventilada a possibilidade de que Paulo Bauer (PSDB) concorra ao Governo do Estado, tendo o deputado federal Jorge Boeira (PP) como seu candidato a vice. Esperidião Amin (PP) concorreria ao Senado, batendo de frente com Raimundo Colombo (PSD).

Suplente de deputado federal Edinho Bez (MDB) deve voltar à Câmara Federal nos próximos dias. É que a vaga do deputado federal João Rodrigues (PSD), que está preso, permanece sem um titular. De acordo com a Constituição Federal, em havendo vacância de poder por mais de 120 dias, o substituto imediato deve ser convocado para preencher a vaga. Rodrigues foi preso no dia 8 de fevereiro. Sendo assim, no próximo dia 8 de junho Edinho já pode ser convocado. Vale lembrar que MDB e PSD estavam coligados em 2014, ocasião em que João Rodrigues e Edinho disputaram à Câmara Federal.

Os textos dos Blogs são opinativos e de responsabilidade dos autores. Não significa que a opinião expressada por eles seja a mesma do Grupo W3.

Recomendadas para você

Outras notícias