Rolando Christian Coelho
20/09/2017 12h00

PMDB do Sul quer vaga na majoritária

Rolando Christian Coelho - Coluna 20/09/2017

“Nossas derrotas nunca são impostas pelos outros. Elas são impostas por nós mesmos. Quando não lutamos pelo que queremos, ou quando desistimos de nossos sonhos, aí sim estamos sendo verdadeiramente derrotados”.

Lair Ribeiro (1945) – Médico e neurolinguista brasileiro

PMDB do Sul quer vaga na majoritária

Lideranças do PMDB de todo Sul do Estado estiveram reunidas em Içara para discutir as estratégias do partido com vistas ao pleito eleitoral do ano que vem. Em princípio, o PMDB do Sul pretende postular a participação de um de seus líderes como candidato na majoritária, independente da coligação que venha a ser construída.

Naturalmente, o nome do atual vice-governador Eduardo Pinho Moreira é o que mais se ressalta para esta empreitada. Num primeiro momento, o que se almeja é que Moreira seja o candidato do PMDB ao Governo do Estado. A majoritária, no entanto, também comporta as candidaturas de vice-governador e de candidato ao Senado, temas que, por enquanto, são tratados com certa distância pelo PMDB sulista. “O que queremos mostrar ao PMDB catarinense é que o Sul do Estado está organizado, e tem um forte candidato através da figura do Eduardo Moreira. Com todo respeito que merecem lIderanças como o deputado federal Mauro Mariani e o prefeito de Joinville, Udo Döhler, que também são candidatos em potencial ao governo, o Eduardo é um nome que se ressalta pela experiência executiva que possui”, comenta o coordenador do PMDB aqui no Extremo Sul, Heriberto Afonso Schmidt, que também é o Secretário Executivo da Agência de Desenvolvimento Regional.

Os trabalhos que devem ser realizados com vistas a tentar emplacar a candidatura de Moreira serão coordenador por uma comissão, formada por cinco líderes políticos do Sul do Estado. O representante do Extremo Sul nesta comissão será o prefeito de Sombrio, Zênio Cardoso. Os outros quatro serão das regiões de Criciúma, Tubarão, Laguna e Braço do Norte.

A intenção é fazer com que a comissão converse com os prefeitos dos 15 maiores municípios catarinenses comandados pelo PMDB, a exemplo de Joinville, Florianópolis e Jaraguá do Sul. O objetivo é tentar convecer estes prefeitos do potencial político e eleitoral que o Sul do Estado possui, e, especialmente, ressaltar a figura de Eduardo Moeira como comandante deste potencial.

É bastante difícil de saber se o PMDB do Sul de fato está brigando pela cabeça de chapa, ou se está jogando com outras possibilidades, como, por exemplo, a de que Moreira volte a ser candidato a vice em uma chapa pura da sigla, ou até mesmo de uma outra sigla, como o PSD ou o PSDB. Também é difícil de prospectar se a intenção real é a de emplacar Moreira como candidato ao Senado, sonho que, aliás, o atual vice-governador acalenta há tempos.

De todo modo, é muito provável que o PMDB sulista esteja usando a velha estratégia política de mirar na lua antes de atirar. Se erra o tiro, pelo menos ficará entre as estrelas.

Investimentos

Prefeito de Sombrio, Zênio Cardoso (PMDB), conseguiu aprovar no legislativo municipal, por unanimidade, projeto de lei que autoriza o executivo a contrair financiamento junto ao BRDE, no valor de R$ 9 milhões, para investimento em pavimentações, através do Ministério das Cidades. Dentre as obras a serem realizadas está a completa revitalização da avenida Antônio Sant’ Helena. Já a rua Teodoro Rodrigues de Oliveira, que passa em frente à Delegacia de Polícia, será asfaltada. O mesmo deverá acontecer com a rua Caetano Lummertz, no bairro São José. Afora estas, várias outras ruas receberão pavimentação asfáltica no município ao longo de 2018. Vale lembrar que a Antônio Sant’ Helena passará a ser um dos principais cartões postais da cidade, já que ela dará acesso direto ao local onde hoje funciona a rodoviária de Sombrio, mas que num futuro breve será palco de um espaço sócio-cultural para a população.

Madura

Oposição na Câmara Municipal de Sombrio, ao prefeito Zênio Cardoso (PMDB), se mostrou madura ao aprovar na integralidade de seus votos o projeto do executivo que solicitava autorização para contrair empréstimo de R$ 9 milhões junto ao BRDE para investimentos em obras viárias. Infelizmente esta realidade não é observada em todos os legislativos de nossa região. Boa parte dos vereadores de oposição aqui no Extremo Sul ainda atuam como se estivessem no tempo das cavernas, dedicando-se meramente a criticar tudo o que vem do executivo, e ainda se esforçando para que os projetos da prefeitura não andem. No fim, este contingente acaba sendo pago pela população para trabalhar contra a própria população. Tão ignorantes como estes são aqueles que apoiam a tal oposição cega, na esperança de ter facilitada a tomada do poder. Coisa de gente atrasada, que não sabe separar ideologia política de realização administrativa.

Projetos macro

Prefeito de Passo de Torres, Jonas Souza (PMDB), esteve em audiência nesta semana com o vice-governador do Estado, Eduardo Pinho Moreira (PMDB). Na pauta, assuntos como a ampliação dos molhes do Mampituba e a instalação de um porto público no município, temas que foram recentemente objeto de defesa por parte de Moreira em Brasília. Afora assuntos de interesse macro, Jonas também postulou recursos para a reforma da garagem municipal. Interessante observar que o prefeito tem dedicado grande parte de seu tempo, com afinco, a tentativa de resolução de problemas que se arrastam há décadas junto a comunidade passotorrense. O recente acordo firmado com o Ministério Público Federal, evitando com que 83 propriedades localizadas em áreas de preservação fossem demolidas, é um dos resultados positivos conquistados pelo executivo para a população local.

Os textos dos Blogs são opinativos e de responsabilidade dos autores. Não significa que a opinião expressada por eles seja a mesma do Grupo W3.

Recomendadas para você

Outras notícias