Renata Rocha
25/07/2017 10h45

A arte de colecionar

Inicio o blog contando um pouco sobre a mania de colecionar.

A arte de colecionar

Olá, pessoal! Meu nome é Renata, sou jornalista, tenho 26 anos e a partir de agora faço parte da equipe de colunistas da W3. É aqui na coluna Reeditando que vou contar histórias, escrever crônicas e dar algumas dicas. Espero que gostem!

A arte de colecionar

Desde pequena tenho a síndrome do esquilo. Guardo tudo. Até ano passado tinha um reco estragado guardado porque adorava aquela jaqueta. Tinha pedras (sim, você leu certo) e um boneco de massinha de modelar que ganhei de um amigo na escola.

Com a síndrome do esquilo, veio a mania de colecionar. Comecei com a tradição da família: papel de cartas. Minha mãe deu início, passou pra minha madrinha e ela pra mim. Depois tentei colecionar formigas, mas não curti quando elas morriam no pote. Comecei uma coleção de canetas que não funcionavam. Essa foi legal. Já tinha conseguido caixas e mais caixas. Estava ocupando muitos lugares do quarto e da casa. Até que simplesmente desapareceram todas junto com a faxina. Foi uma tristeza só.

Mas a minha melhor e mais famosa coleção de todas foi a de palito de fósforo queimado. Acredito que tenha visto nessa coleção uma maneira de ter algo enorme. Porque todo dia conseguia vários novos palitos usados. Era o máximo. Como minha coleção de caneta foi jogada fora, estava fazendo essa escondida. Dentro do guarda-roupa, por exemplo, tinha vários potes. O problema foi quando um que estava aberto caiu. A sujeira preta espalhada no guarda-roupas e no chão foi um aviso de que minha mãe daria fim a minha nova mania.

Colecionei também miniatura de perfume, perfumes grandes, esmaltes, livros, chaveiros, bolinhas (daquelas que coloca moeda na máquina e cai uma), brinquedinhos do Kinder Ovo, enfim, qualquer “cacareco” que podia virar coleção não podia chegar perto de mim.

Agora, na fase adulta, não cabe mais nada disso. A vida mudou, a casa é outra e a divido com meu namorado. Hoje, eu coleciono sorrisos.

Os textos dos Blogs são opinativos e de responsabilidade dos autores. Não significa que a opinião expressada por eles seja a mesma do Grupo W3.

Recomendadas para você

Outras notícias