20/06/2017 18h49

Aldoir Cadorin e Ricardo Ghelere: gestão de excelência no CIS-AMESC

Em tempos que os serviços públicos estão sendo durante criticados, o CIS-AMESC é exemplo de trabalho sério e responsável em prol dos cidadãos.

Aldoir Cadorin e Ricardo Ghelere: gestão de excelência no CIS-AMESC

Na manhã de segunda-feira (19), aconteceu na sede da Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense (AMESC), o pregão anual para aquisição de medicamentos para os municípios que compõe o Consórcio Intermunicipal de Saúde (CIS-AMESC), quais sejam os que compõe a AMESC e o município de Nova Veneza.

Participaram da licitação 27 empresas do ramo de medicamentos as quais vieram de diversas localidades brasileiras.

Normalmente a aquisição de medicamentos é feita cidade por cidade, individualmente. Entretanto, quando feita da forma que foi, conjuntamente, onde cada município coloca os itens que necessita e o CIS-AMESC faz a compra global, pode haver uma economia de até 40%. Dinheiro público que fica nos cofres dos municípios.

Para que uma licitação conjunta seja feita, abrangendo diversos municípios, se faz necessária a autorização do Tribunal de Contas do Estado e o CIS-AMESC foi o pioneiro no Estado de Santa Catarina a implantar esta forma de compras.

Evidentemente que fazer uma licitação em que todos os municípios que compõe o Consórcio Intermunicipal de Saúde (CIS-AMESC) participem, requer muito trabalho e seriedade. E é ai que entra o trabalho de excelência que vem sido feito pelo prefeito de Ermo e presidente do CIS-AMESC, Aldoir Cadorin, o “Zica” (PSD) e pelo diretor Ricardo Ghelere.

Aldoir Cadorin se mostra satisfeito com o trabalho desenvolvido e acredita que com os mesmos recursos se pode atender a um número maior de pessoas, vindo de encontro ao desejo dos prefeitos que compõe o Consórcio.

Ricardo tem feito um trabalho extremamente técnico, visando o atendimento a contento das necessidades das pessoas que utilizam do CIS-AMESC. Nesta licitação, por exemplo, será possível, segundo o próprio diretor Ricardo, uma economia de até R$ 2 milhões em relação aos 600 itens licitados.

Os textos dos Blogs são opinativos e de responsabilidade dos autores. Não significa que a opinião expressada por eles seja a mesma do Grupo W3.

Recomendadas para você

Outras notícias