Waltão Sintoni[email protected]
25/04/2017 18h22 - Atualizado em 25/04/2017 22h17

Araranguá: Vendas de imóveis, privatizações e atraso no salário do funcionalismo municipal

A difícil situação que se impõe a Administração Municipal de Araranguá, fez com que surgissem diversos comentários nas redes sociais, sendo que a maioria deles infundados

O prefeito de Araranguá, Mariano Mazzuco Neto (PP), declarou ao conceituado Everaldo Silveira, Jornal Enfoque Popular, que as especulações surgidas nas redes sociais de que a prefeitura iria vender a Casa da Cultura e transferir o Samae para iniciativa privada, com uma concessão de 30 anos, não passam de meras especulações.

A situação dos precatórios é complicada e realmente foi cogitado se desfazer de patrimônio em forma de imóveis (terrenos e edificações), que não estejam em uso pela Municipalidade, mas o prefeito prefere não entrar nesta discussão no momento.

Com relação à terceirização do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (SAMAE), a possibilidade chegou a ser abordada durante a campanha eleitoral pelos adversários dos então candidatos, Mariano (PP) e Primo Júnior (PR), não por eles.

O prefeito Mariano Mazzuco Neto desmentiu ter sido levantada a hipótese de venda da Casa da Cultura ou de privatização do Samae.

Entretanto, o atual diretor da Autarquia, José Hilson Sasso (PP), afirma que este assunto não está em pauta. Ao contrário, se observarmos, o Samae está investindo cada vez mais na qualidade de vida das pessoas.

A partir de maio a autarquia inicia a campanha de ligação de esgoto para os beneficiários das duas Estações de Tratamento. A primeira se localiza na Alto Feliz, ao lado da Câmara de Vereadores. A segunda no Parque Alvorada.

Atraso no pagamento do salário do funcionalismo

Outra especulação que surgiu nas redes sociais diz respeito a um possível atraso no pagamento do salário do funcionalismo público municipal, tendo em vista uma possível ordem judicial para que os valores em conta bancária do município sejam sequestrados e repassados para pagar os precatórios que estão vencendo.

José Hilson Sasso vem realizando um trabalho no Samae visando a expansão funcional da autarquia.

Até o momento não houve manifestação oficial sobre o assunto, mas tudo leva a crer que isso não ocorra, uma vez que até o momento a prefeitura vem honrando com o pagamento do funcionalismo.

Enfim, muitas especulações, poucas afirmações. Reside nisso uma das funções das redes sociais, levantar possibilidades, mas devemos levar em consideração que são hipóteses, não fatos concretos.

Os textos dos Blogs são opinativos e de responsabilidade dos autores. Não significa que a opinião expressada por eles seja a mesma do Grupo W3.

Recomendadas para você

Outras notícias