Waltão Sintonizado

Política
Waltão Sintonizado
Waltão Sintonizado

Waltão [email protected]
22/03/2017 19h17

A espera de um milagre: Audiência Pública tentará reverter instalação do pedágio em São João do Sul

Apesar da definição da ANTT em instalar em São João do Sul uma praça de pedágio, comunidade e lideranças políticas tentarão reverter ou ao menos amenizar a situação em Audiência Pública

Audiência Pública do dia 24 será a última oportunidade para discutir sobre a praça de pedágio em São João do Sul. Reversão da criação da praça é praticamente impossível

Está agendada para sexta-feira (24), às 14h na Sociedade Esportiva de São João do Sul, situada na Rua Luiz Scandolara, 461, centro, Audiência Pública para tratar da instalação da praça de pedágio na BR 101 naquele município.

A Audiência será realizada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), por solicitação da comunidade e lideranças políticas do Vale do Araranguá e terá como finalidade a discussão dos detalhes do edital e do contrato que fazem parte do Programa de Exploração de Rodovias (PER) que fez os estudos de viabilidade para concessão das BRs 101/290/386/448 em Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

O trecho a ser concedido compreende a BR-101/SC, do km 455,9 (há quem afirme do km 458), até a divisa SC/RS; da BR-101/RS, entre a divisa SC/RS até o entroncamento com a BR-290 (Osório); da BR-290/RS, no entroncamento com a BR-101 (A) (Osório) até o km 98; da BR-386, no entroncamento com a BR-285/377 (B) (para Passo Fundo) até o entroncamento com a BR-448; e da BR-448, no entroncamento com a BR-386 até o entroncamento com a BR-116/290.

Desde o anúncio da criação da praça de pedágio a comunidade do Vale do Araranguá tem se mostrado contrária a mesma, pesando, entre outros fatores o alto valor a ser cobrado. Primeiro se acenou com a possibilidade de R$ 9,70, posteriormente com o valor de R$ 8,60.

Outro fator que tem chamado à atenção é o da reversão de ISS para os municípios que ficam no trajeto que o pedágio abrange, no caso em Santa Catarina, São João do Sul e Passo de Torres. O retorno do ISS será de 8% (km 458) ou 10% (km 455,9) para Santa Catarina e de 92% ou 90% para o Rio Grande do sul.

Os textos dos Blogs são opinativos e de responsabilidade dos autores. Não significa que a opinião expressada por eles seja a mesma do Grupo W3.

Recomendadas para você

Outras notícias