19/12/2016 22h03

Boeira acredita que PP deve continuar apoiando Colombo, mas não deve ingressar oficialmente no Governo

O Partido Progressista atravessa uma queda de braços internamente, ocasionada pelo ingresso ou não, oficialmente do Partido no Governo de Raimundo Colombo

O deputado federal e forte liderança do Partido Progressista, Jorge Boeira acredita que o Partido deva continuar apoiando o Governo do Estado, entretanto, não deve ingressar oficialmente no mesmo

Em meio à celeuma que se criou dentro do Partido Progressista de Santa Catarina, com uma parte do PP desejando ingressar oficialmente no Governo Colombo e outra indo contra este ingresso, o deputado federal Jorge Boeira (PP), resolveu se manifestar em público a respeito deste ingresso.

O deputado entende que o Partido Progressista deve permanecer da forma que se encontra com relação ao Governo do Estado, ou seja, apoiando administrativamente Colombo, facilitando, assim, os trâmites políticos na Alesc, mas que não deve ingressar oficialmente no Governo do Estado.

O parlamentar parte do princípio de que o Partido Progressista deve trabalhar a ideia de ter um projeto próprio em 2018 e para tanto não deve estar vinculado ao PSD de Raimundo Colombo. Boeira afirmou que “Precisamos ter liberdade para trilhar nosso próprio caminho. Pode ser até que este caminho seja o de uma união com o PSD do governador, mas precisamos estar livres para tomar esta decisão”.

Comentou o deputado. Afora isto, de acordo com Boeira, o fato de Colombo não dizer claramente o que pretende em 2018 acaba dificultando em muito as negociações com o PP.

Os textos dos Blogs são opinativos e de responsabilidade dos autores. Não significa que a opinião expressada por eles seja a mesma do Grupo W3.

Recomendadas para você

Outras notícias