WALTÃO [email protected]
17/07/2016 11h45

Adércio Velter se filiou no PSD

Adércio estava filiado no PMDB e teve seu nome mencionado como pré-candidato a vereador, mas acabou por assinar ficha no PSD da Cidade das Avenidas

O ex-diretor do Presídio Regional de Araranguá, Adércio Velter, deixou o PMDB e assinou sua ficha de filiação no PSD de Araranguá

O ex-diretor do Presídio Regional de Araranguá, Adércio Velter assinou, em cerimônia no Hotel Becker, na sexta-feira (15), sua ficha de filiação no PSD.

O ato contou com a presença de várias autoridades e lideranças partidárias, destacando-se os deputados José Nei Ascari (PSD) e Ricardo Guidi (PSD), além da coordenadora regional do PSD, Gisela Steiner Scaini, o presidente do PSD de Araranguá.

Fator Ada de Luca como impulsionador da troca de partido.

Adércio há tempos vinha dando mostras de descontentamento com o PMDB e com a secretária de estado de justiça e cidadania, Ada de Luca.

Com o PMDB o descontentamento girava em torno da falta de prestígio, pois lançou seu nome como pré-candidato a vereador e não teve a receptividade e apoio esperado, nem em nível de Município, quanto em nível de Estado.

Com Ada de Luca, soubesse que o descontentamento era tanto político, quanto profissional.

São esses fatores que fundamentaram, de início, declinar a possível candidatura a vereador, posteriormente ao pedido de exoneração da função de diretor do Presídio Regional de Araranguá e por último a sua desfiliação do PMDB e ingresso no PSD.

Mesmo filiado de forma a não poder ser candidato no pleito eleitoral deste ano, Adércio afirma que vai trabalhar em prol do partido e das candidaturas deste. O PSD ganhou um reforço de peso na Cidade das Avenidas.

Recomendadas para você

Outras notícias