Waltão Sintonizado
29/01/2016 09h12

Coluna Elias Pavani 29/01/15

Coluna Elias Pavani 29/01/15

FATO NOVO

O comportamento político de Junior Menegalli tem surpreendido muitos daqueles que apostavam de que não participaria do processo eleitoral de Araranguá.  Não esconde mais sua intenção de participar de uma eleição, mas na condição de candidato.  Sempre acompanhado e principalmente avalizado pelo ex-prefeito de Araranguá, de dois mandatos, o seu pai, Primo Menegalli, não só participam de reuniões, mas dos mais variados eventos sociais e de todas as ordens. Junior assume sua intenção e Primo garante que seu filho já está pronto para uma disputa. Precisa mais?

PARCERIA COM O PP

Com a aproximação explícita do Partido Progressista, o PR de Primo Menegalli não terá dificuldades  para buscar entendimentos e as devidas acomodações para as candidaturas para prefeito e vice.  Com quatro fazendas, mais de 12 mil cabeças de gado e uma recém inaugurada fábrica de rações, tudo isso lá no Mato Grosso, torna muito difícil a candidatura de Primo para prefeito, o que facilita a vida de Mariano Mazzuco Neto, que também já foi prefeito por dois mandatos e teve mais dois, como vice. Mais uma vez aparece o nome de Junior Menegalli para a composição, aliás, nome muito bem aceito entre os progressistas.

VOLTANDO AO TEMPO

Quando Primo Menegalli estava com 4% das intenções de voto em sua primeira eleição e Mariano bem, mas bem na frente, foi em uma conversa entre os dois, que a situação se reverteu. Para quem lembra o fato político Mariano desistiu e repassou para Primo a candidatura de prefeito, e praticamente sua votação. Claro toda a despesa de campanha ficou com o Menegalli. Lembro porque o mesmo pode acontecer agora, só que Primo impossibilitado de concorrer pode sim colocar seu rebento na disputa.

VOZ CORRENTE

Já ouvi de muitos progressistas sobre uma possível tomada de decisão de Primo Menegalli sobre a composição com o PP e a participação do PSD. Primo ainda pode sim ser o candidato a prefeito, e pelo que sabemos, jamais sairia de vice. Sabedores também somos,  de que o PSD comandado pelo vereador Gian Carlos de Souza, que toma as decisões do partido, é oposição ao PT e busca a indicação do vice também do PP. Dizem que é exatamente no nome do vereador Gian que pesa o assunto. Primo não simpatiza com essa possibilidade. Lá vem o Junior de novo.

SEM VÍNCULO COM CANDIDATURA

Ao contrário do que muitos pensam a condição de Cesar Antonio Cesa é a mais confortável possível junto ao PMDB em nível de Estado. Vai decidir até sexta-feira se aceita o convite do vice-governador Eduardo Moreira para assumir o comando da Agencia de Desenvolvimento Regional. A saída oficial de Ademir da Silva, Dema, da ADR está marcada para o dia 29 de janeiro. Discutirá com o partido sobre o assunto, mas vai para a conversa com a posição de que sua nova função não terá, pelo menos por enquanto, nenhum vínculo com sua candidatura para prefeito de Araranguá. Garante que isso é para outras conversas.

Recomendadas para você

Outras notícias