Jairo Antonio
02/05/2018 15h21 - Atualizado em 02/05/2018 15h25

Amizade sincera é combustível da NASA

Amizade sincera é combustível da NASA

Confesso aos leitores que desconheço algum ser humano que não tenha nascido e crescido carente de uma verdadeira amizade, daquele tipo de amigo ou amiga que está pronto para te auxiliar em praticamente tudo na vida.

Nasci no dia 1º de maio de 1970, sendo assim, enquanto escrevo este texto estou completando mais um ano de vida, cercado de: estranhos, conhecidos, colegas, amigos e Manomigos (um mix de irmão com amigo).

Na vertical, meu melhor manomigo sempre morou no céu, mas um dia escolheu descer até a terra e se revelar como o maior e melhor referencial de todos. Ele é: incomparável, insubstituível e sublime, o caminho, a verdade e a vida, Ele é Deus, Seu nome é Jesus Cristo. Desde o início até hoje e por toda a eternidade, Ele sempre será o “Best of the best” de todos os manomigos, tanto na vertical, quanto na horizontal.

“Já vos não chamarei servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho feito conhecer.” - João 15:15

Passando do nível vertical para o nível horizontal, vou procurar ser menos platônico e mais aristotélico, na tentativa desafiadora de descrever o que no meu conceito é o nível mais profundo de uma verdadeira amizade. Seres extraordinários, pessoas encantadoras, semelhantes ao que o Dj Alpiste expressou em sua composição Amigos:

“Amigos temos que ser para vencer, amigos temos que ser para poder viver, amigos temos que ser para acreditar, amigos temos que ser para poder mudar. Mudar de vida mudar a situação, mudar a mente mudar o coração. “Amizade sincera nunca falha”, pelo contrário está sempre pronta pra qualquer parada, difícil de encontrar em nossos dias, valorizada pela sua primazia. Amigo de verdade é o que se pode confiar, está sempre pronto pra te ajudar; uma palavra amiga tem muito valor é com ela que expressamos todo o nosso amor. Que só assim alguma coisa vai mudar, quanto mais amigos eu tiver mais eu vou cantar: Temos que ser temos que ser, temos que ser amigos! Carinho, afeto, estima, consideração; são alguns sentimentos em extinção. A cada dia que passa o amor diminui no coração do homem que não tem Jesus. Mesmo assim ainda luto pela amizade, pela paz no mundo pela liberdade. Tudo em minha vida se modificou; recuperei toda a minha dignidade quando descobri o valor da amizade. Nada se compara ao valor de uma amizade, seja em que plano for, o que vale é cultivar o amor!”

Precisamos urgentemente descobrir o valor de uma verdadeira amizade, investir nela, cultivá-la, protegê-la e num exercício contínuo de altruísmo e reciprocidade, amar e cuidar a vida inteira. Como diria santo Agostinho ao ser questionado sobre a medida certa do amor:

“A medida certa do amor, é amar sem medida”.

É evidente que para chegar ao nível máximo no conceito de manomigo não é da noite para o dia, pode levar meses, anos ou décadas até encontrar um. Mas como a vida é uma caixinha de surpresas, às vezes é possível que tal ser humano extraordinário apareça instantaneamente num certo momento da vida, ao que eu chamaria de um divino presente. Tenho um manomigo que chama tais manifestações metafisicas de “mimos da graça” do Criador dos céus e da terra: Deus!

Aprendi recentemente através de um manomigo que enviou um vídeo contendo o seguinte conteúdo: na vida, tem pessoas que são peso, enquanto outras são como asas ou combustível da NASA. Ou seja, há pessoas que sempre irão nos prender no solo da mediocridade, desesperança, incompetência, procrastinação e descrença. Ao passo que os manomigos que são asas e combustível da NASA, sempre nos levarão “ao infinito e além”. Ao lado deles, sempre trilharemos no solo do amor, da fé, da esperança, da excelência, conquista e avanço sem limites. Para os manomigos, a nossa prosperidade será sempre a felicidade deles e vice-versa.

Como diria o Grupo Expresso Rural: “Quando esse trem de alegria vara a vida da gente, sempre que a estação mais perto é o nosso coração. Difícil se saber na hora o que a gente sente, se certos amigos nos mostram que o mundo ainda é bom. Por saber que tendo você do meu lado, me sinto mais forte; quero beijar o teu rosto e pegar tua mão. Se cada estrela no céu é um amigo na terra, a força do acaso do encontro é uma constelação; lumiar. De que planeta você é? Eu faço o que você quiser em troca do teu amor. Posso te dar o que eu sou, amigo é um cobertor bordado de estrelas - de estrelas. Constelação, nave louca, a vida é pouca e o que vale é se querer”.

Sou extremamente grato a Deus por nesses 48 anos de vida - cercado de: estranhos, conhecidos, colegas, amigos e manomigos - poder dizer sem medo de errar que ainda há esperança neste mundo louco, nessa pós-modernidade.

Reflexão em ação: Tenho incontáveis motivos para celebrar a vida, certamente o principal deles são os meus manomigos (as), tanto na vertical quanto na horizontal. Não preciso citar nomes, mesmo porque: “quem é, é; quem não é, não é. Pode até vir a ser, mas enquanto não for, não é!” – J. J. Antony

Os textos dos Blogs são opinativos e de responsabilidade dos autores. Não significa que a opinião expressada por eles seja a mesma do Grupo W3.

Recomendadas para você

Outras notícias