Rosane Machado
24/06/2019 09h31

PREGUIÇA NA ALMA

Coluna Rosane, 24/06/2019

Certa vez li que a preguiça é a mãe das invenções, afinal, se o homem não a tivesse, a roda nunca teria sido inventada! E outras coisas como o controle remoto, a escada rolante, o elevador... Alguns dirão não ser preguiça, mas praticidade, evolução, progresso. Contudo sinto que ela encabeça milhares de coisas que fazemos ou deixamos de fazer.

Mas e num domingo pós-feriadão? Somos acometidos daqueles desejos impulsivos de colocar milhares de coisas em dia: estudo, faxina, prazos, mais faxina, mais estudo, mais prazos... e nos deleitamos com nossos planejamentos justamente após as 18h do último dia!

Chega a segunda e pensamos que deveríamos ter feito tudo o que continuamos empurrando com a barriga ou pra baixo do tapete. A segunda à tarde parece nos apontar o dedo acusador de que não resolvemos nada e a semana vai correr... e não há nenhum feriado pra fazermos nossos falsos planejamentos.

Procrastinar. Sim... este é o verbo que impera. Deixamos pra amanhã, adiamos dois dias, fazemos de conta que temos todo o tempo do mundo... E será que temos?

Como fazemos planejamentos e adiamentos de modo otimista? Como acreditamos que semana que vem estaremos aqui? Cremos que ano que vem poderemos fazer aquela mudança radical em nossa vida profissional...

Somos otimistas ou preguiçosos? Mascaramos nosso desleixo com otimismo. Fingimos que nossa displicência nada mais é do que um padrão, uma forma de viver que tem dado certo... menos com as contas e os impostos.

Nosso foco tem de estar sempre ligado porque fazer um monte de coisas e não terminar nenhuma nem é desmazelo... é burrice mesmo. Começar uma série de projetos mascarando-os de Plano B, C e o escambáu, só faz com que percamos mais e mais energia e tempo.

Você já percebeu como o tempo dos outros é mais caro que o seu? Você já percebeu que parece que só você é que está desocupado demais ou não almoça? Quando ficam lhe procurando? O seu whats acusa mensagem bem na hora da garfada de arroz? E se você não responde? Ah, que mal educada!

Finais de semana parece existirem só para os outros, você é o 24 horas que não vai ao banheiro, não come, não dorme... Dependendo da profissão julgam ser 'sua obrigação' estar on line e responder, claro.

Hoje estou com preguiça na alma... preguiça dos outros... não quero saber das tais obrigações sociais.

Vou ali na esquina procurar acetona diet verde e já volto, certo?

Os textos dos Blogs são opinativos e de responsabilidade dos autores. Não significa que a opinião expressada por eles seja a mesma do Grupo W3.

Recomendadas para você

Outras notícias