Rosane Machado
03/06/2019 11h31

MÊS NÃO É TRANSPORTADORA

Coluna Rosane, 03/06/2019

Quando termina um mês e começa outro, é um tal de 'que tal mês traga isso, aquilo...' nas redes sociais... Que eu saiba mês não é transportadora ou tenha função para tal. O que traz alguma mudança ou bons fluídos são as nossas atitudes juntamente com nossos pensamentos.

Só se pensar o bem, ter pensamentos positivos e se imaginar em situações pra lá de perfeitas não surte efeito algum. Somente idealizar não nos leva a lugar algum. Temos de levantar o rabo da cadeira e ir literalmente à luta.

Não importa que sua série favorita termine, que seu perfume preferido não seja mais fabricado e que o Sonho de Valsa tenha mudado de gosto... o que importa é ir à luta e buscar o que realmente queremos realizar.

Não importa que no domingo algum vizinho invente de furar uma parede do tamanho da Muralha da China e use a furadeira das 15 horas até a meia-noite. Não importa que o horário de silêncio só sirva pra você por conta de seus cachorros...

Não importa que você esteja com um desejo absurdo por chocolate e em casa tenha apenas coisas ditas saudáveis... amanhã é segunda e o mercado mais próximo estará tentadoramente aberto. A abstinência de chocolate não lhe matará, só lhe deixará meio rabugento... mas tudo passa.

Quando termina um mês, a melhor parte é o quinto dia útil, ou quando um cliente lembra que lhe deve e paga... Afinal, você ainda não aprendeu a viver de luz e uma 'duvidazinha' esclarecida pode, a esmagadora das vezes, evitar um processo.

Quando termina um mês já repenso em minhas dívidas na pet e rezo para que não apareça outro cachorrinho que precise de ajuda... mesmo desconfiando que eles me espreitam na rua. Mesmo sabendo que tenho um ímã poderoso e quanto mais rezo, mais eles surgem... e aos pares...

Não importa que a sua vitalidade pra algumas coisas tenha terminado e que ficar em casa tenha se transformado em seu ambicioso projeto de final de semana. Nem importa que sua paciência para as obrigações sociais inexista... uma hora vão se tocar que, na maioria das vezes, você não deseja ser de companhia.

Também não importa que o dia não tenha mais que 24 horas, porque você já se acostumou a racionalizar o tempo de modo absurdo, planejando-se para uma semana hercúlea.

Você aprendeu tanto que evita a sesta da tarde no domingo... se não, a segunda-feira cobrará o seu preço, e o anãozinho do sono lhe perseguirá com o saco de areia na mira de seus olhos... e o dia inteirinho!

Os textos dos Blogs são opinativos e de responsabilidade dos autores. Não significa que a opinião expressada por eles seja a mesma do Grupo W3.

Recomendadas para você

Outras notícias