A alegria das crianças e a variedade dos quitutes de época deram o tom na 30ª edição da Festa da Tradicão Junina de Araranguá. No sábado, 8, bem cedinho já era grande a movimentação das equipes das entidades beneficentes que ocupavam suas tendas para a comercialização de produtos típicos.

A partir das 9h até a noite a Praça Hercílio Luz tornou-se um ponto de encontro de pessoas que foram ao centro da cidade para prestigiar o evento. Uns para degustar os quitutes oferecidos na festa e outros para prestigiarem a diversidade de apresentações artísticas que aconteceram em meio às tendas.

Durante todo o dia, muita música e as apresentações, que aconteceram em vários períodos. As quadrilhas começaram às 10h com as crianças do 2º ano B da Escola de Educação Básica Nova Divinéia. Depois vieram o Instituto Futuro Aprendiz, a Escola Almerindo Manoel da Luz, a Escola Adhemar Guisi.

Na sequência os Centros de Educação Infantil: São José e Gente Inocente, a Banda Municipal e a Escola Itoupaba. Ponto de destaque foi alegria das crianças na festa, tanto nas apresentações, quanto nas brincadeiras dentro do espaço do evento.

Já era fim de tarde quando teve início a apresentação, tão esperada pelo público, do Boi de Mamão da APAE. Foi um dos momentos de grande concentração do evento, para apreciação da encenação do grupo que foi reativado em 1994, mas que já está há mais de 30 anos na estrada.

Para fechar a festa teve show com o cantor Alan Custódio e Banda. A diretora de Cultura do Município, Micheline Vargas, avalia o evento. “Podemos resumir dizendo que foi um prazer receber a população, que veio prestigiar esta festa que tem uma tradição importante para a nossa cidade, uma festa cultural. É um momento que a gente doa um pouco mais para a comunidade e para os projetos das entidades”, destaca.

A realização foi do Governo do Município de Araranguá, através da Secretaria de Educação, Departamento de Cultura.

Fonte: Assessoria de Imprensa