Dias 29 e 30 de junho será realizado mais um “Mutirão de Castração” em Araranguá. Desta vez a ação acontecerá no Centro Comunitário do bairro Mato Alto.
Todo o trabalho será realizado no “Castrabus”, um ônibus ambulatório completo para a execução de todos os procedimentos.

O mutirão é custeado pelo Governo do Município. Com esta formatação atende: animais de rua e de cuidadores cadastrados e de pessoas que participam de algum Programa do Governo Federal. Estes estão isentos de pagamento, mas devem primeiro procurar a FAMA (Rua Rui Barbosa, 835, Cidade Alta) para fazerem suas inscrições.

No total são oitenta castrações através de convênio com a prefeitura e entre 80 e 100 animais através do pagamento do valor social.

O valor social é de R$ 120,00, sendo o restante também custeado pela prefeitura. Para quem vai pagar o valor social deve fazer a inscrição na Casa do Agricultor, em frente a rodoviária de Araranguá. O trabalho do mutirão visa a castração e a chipagem dos animais.

Segundo a enfermeira, Flávia Cândido, coordenadora do Projeto Bem Estar Animal da FAMA, o mutirão é importante para: diminuir a população de animais, evitar crias indesejáveis e doenças transmissíveis. “Quando o animal não está castrado, uma fêmea no cio, faz com que o macho sinta o cheiro a um quilômetro de distância. É quando acontece dos animais ficarem perdidos na cidade”, explica.

A equipe de veterinários é coordenada pela doutora Kátia Schubaci. Informações: 988218321 e 39031879 com a Flávia.

Fonte: Assessoria de Imprensa