Após a procura pela reportagem do Grupo W3 em busca de ajuda para o tratamento de Ana Clara, de apenas sete meses, a família da menina retorna e volta a reforçar o pedido. As expectativas são positivas, já que o quadro de Ana está evoluindo positivamente, porém, a situação financeira ainda é preocupante. 

Para dar continuidade ao tratamento, a família solicita ajuda, pois mesmo com o apoio de familiares a situação financeira permanece difícil, é o que relata o Pai, Gregório Soterio. “A minha bebê já está de alta e em casa. Mas toda semana temos que ir para Porto Alegre para dar continuidade ao tratamento dela e está difícil financeiramente. Até agora estávamos se virando com a ajuda que tínhamos recebido, mas infelizmente acabou.”. 

Além das idas para o médico e todo o cuidado necessário após transplante de fígado, a família relata a falta de dinheiro para o essencial, a medicação. Segundo eles, nem todas as medicações são custeadas pelo SUS, o que torna a situação mais complicada. “Qualquer ajuda é bem-vinda. Eu estou trabalhando, mas não estou conseguindo manter todos os custos porque perco dias de serviço para correr com ela. Coloco ela em primeiro lugar em tudo que faço, pois ela é tão pequena e tão guerreira”, salienta 

Quem puder colaborar pode entrar em contato com Gregório pelo telefone 48 9 9973 2401. Doações podem ser depositadas na conta de sua esposa: Juliana de Aguiar (Conta corrente: 5.411.240-0; Agência 0540-1; Banco do Brasil).