Há exatamente um mês, foi dada a largada de um dos projetos de cunho social mais promissores de Araranguá. O Geração Solidária, mesmo no início, já mostrou que fará a diferença para a Casa da Fraternidade.

O conceito básico para que o projeto funcione é simples: a união. As principais redes de supermercados da região - Mercado Sete, Big Bem, Giassi e Mercado das Frutas – junto com um fornecedor – que muda mensalmente, disponibilizam produtos com preços promocionais e parte do lucro da venda é destinado a Casa da Fraternidade. Assim, o consumidor ajuda a Casa e ainda economiza levando mercadorias mais baratas.

Durante todo o mês de março, a Taschibra foi o fornecedor dos produtos e também a primeira a abraçar a causa. Foram selecionados dois produtos, e a cada venda concluída, cerca R$ 0,34 centavos foram destinados ao projeto. Durante todo o mês de março foram vendidas cerca de seis mil lâmpadas, gerando uma quantia de R$ 15 mil para a instituição. Segundo a gerente de vendas, Juliana Gomes, a experiência foi positiva. “A ponte entre e Taschibra e a Casa da Fraternidade foi feita através do Mercado das Frutas. A gente não conhecia as ações realizadas neste projeto, mas graças ao convite vimos de perto a importância dele. Foi muito gratificante ser o primeiro fornecedor, e iniciar a campanha para que outros venham na sequência”.

A Taschibra é uma empresa catarinense sediada em Indaial. Mesmo com o hábito de participar de causas sociais, a Casa da Fraternidade é a primeira instituição sul catarinense a receber a parceria. Juliana destaca que a empresa tem imensa vontade de voltar a fazer parte de Geração Solidária futuramente. “Nossa empresa está sempre envolvida em ações solidárias, mas geralmente na região do Vale do Itajaí onde está sediada. No sul do estado, essa foi a primeira vez. Ficamos felizes porque além de iluminar a casa e a vida das pessoas, agora estamos levando também luz para a Casa da Fraternidade e isso nos deixa com uma sensação de dever cumprido. Nós sabemos que existem diversos fornecedores interessados em ajudar, mas sem dúvidas estamos abertos a novas campanhas”, finaliza.

Neste mês de abril, a empresa que fará parte do projeto será a Orquídea. As massas de 500g – com e sem ovos, serão comercializadas no valor de R$ 1,98. Quem explica melhor é vendedor, Ramon Fernandes. “Através da venda de nossas massas, parte do lucro será destinada ao projeto. A Orquídea tem muito orgulho de participar de ações como esta, faz parte de nossa essência. As nossas expectativas para o Geração Solidária são as melhores possíveis”.

Um sonho se concretizando

Com 31 anos de história, a Casa da Fraternidade é uma instituição não-governamental que atende cerca de 300 crianças carentes. Através da assistência educacional e cultural, a entidade trabalha diariamente para mudar a realidade de diversas famílias araranguaenses. Situada em uma das regiões mais vulneráveis do município, cerca de 200 famílias são impactadas pelos projetos sociais desenvolvidos, e são mais de 1,2 mil atendimentos realizados mensalmente.

Com a ajuda do Geração Solidária, a entidade terá a segurança e o atendimento que sempre sonhou. “Após o Geração Solidária vivemos um novo ciclo. Com ele, nós rompemos com a ideia de manter a Casa só com o trabalho voluntário. Hoje nós temos profissionais de todas as áreas, como psicopedagogia, psicologia, artes e assistência social. Nós continuamos com o trabalho voluntário, mas profissionalizando muitas áreas. Através disso conseguiremos também nos estruturar, para receber um maior número de crianças. Esperamos um salto e logo estaremos atendendo cerca de 500 crianças”, finaliza a presidente da Casa, Cátia Hahn.