O diretor de Agricultura, Weliton Pereira, divulgou um relatório de serviços prestados à comunidade através da sua pasta, de janeiro a dezembro de 2018. Atualmente o Governo do Município atende aos agricultores com nove tratores, sendo três do município e outros seis terceirizados.

As nove equipes, composta cada uma de máquina e um operador, prestam serviço de: arado, grade, esterqueira, plantadeira de milho e ensiladera. O governo também dispõe de duas colheitadeiras e seis carretas para o trabalho no campo.

No total, no ano que passou, foram atendidos 240 agricultores através da equipe da prefeitura e outros 412 agricultores atendidos pelas equipes que prestam serviços terceirizados. No total foram 652 atendimentos com serviços de máquinas.

Só as três equipes da prefeitura somaram 658 horas de trabalho. Os terceirizados contabilizaram 3.150 horas de serviços prestados à agricultura, totalizando 3.808 horas. Somadas foram 3.826 hectares beneficiadas no período.

Segundo o diretor da pasta, Weliton, para o agricultor requerer os serviços é muito fácil. “Basta vir até o setor de Agricultura e fazer um agendamento. O atendimento é em torno de uma semana, para a realização do serviço”, explicou.

O limite de horas por agricultor é de até dez horas por agendamento. Cada hora agendada tem um custo para o agricultor de R$ 66,73.

Outro serviço prestado pela patrulha mecanizada é o serviço de limpeza de valos comunitários. São duas retroescavadeiras que trabalham também através do agendamento do agricultor. Só no último ano foram 129.300 em todo o território do município.

Para 2019 o diretor da pasta espera aumentar o número de atendidos. O prefeito Mariano Mazzuco Neto já autorizou a licitação de horas terceirizadas para os serviços de: arado, grade e esterqueiras.

Fonte: Assessoria de Imprensa