A geração de empregos caiu em Araranguá, em 2018. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, o Caged, até o mês de dezembro a Cidade das Avenidas gerou 6790 novas vagas de emprego e registrou 7049 demissões. O balanço fechou o ano com menos 259 vagas, uma variação de -1.78%.

Segundo a gerente de informação e análise do mercado de trabalho da Secretaria do Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação, Noêmia Schuch, o setor que mais impactou para o número negativo na cidade foi o que atividade de atenção à saúde humana.

“Podemos ressaltar a troca de administração do Hospital Regional de Araranguá como o principal fator para haver mais demissões do que admissões na cidade. Isso porque todos os funcionários foram demitidos e no momento da retomar as atividades foi contratado um número menor de colaboradores”, explica Noêmia.