Você já imaginou uma arara-vermelha fazer parte do seu dia-dia? Não? Pois é, a família da Dona Terezinha da Silva também não imaginava, mas há alguns dias o animal se tornou quase que um membro da família.

Há cerca de três meses a espécie ameaçada de extinção está percorrendo as ruas da comunidade de Campo Verde, em Araranguá e há poucos dias a arara-vermelha está fixa na casa da araranguaense.

A reportagem do Grupo W3, foi convidada pela comunidade para conferir o fato inusitado. “Há um bom tempo a arara está na vila, sempre passando pelas casas, mas nós não esperávamos que ela fosse decidir ficar aqui em casa”, conta Dona Terezinha.

 

E segundo ela, a arara se tornou um membro da família. “Preciso deixar a casa fechada, senão ela entra e acaba ficando encima do sofá. Ela já perdeu a timidez de visitante”, recorda.

A chegada do animal deixou a casa muito famosa na localidade. “O pessoal da vila diariamente passa aqui por casa, eles trazem frutos para a arara”.

Dona Terezinha ainda conta que já chamou a polícia ambiental para devolver o animal para o habitat adequado. “Acionamos os órgãos competentes, mas eles não vieram tomar uma providência. Enquanto isso continuamos cuidando dela”.

Em contato com a Fundação Ambiental do Município de Araranguá, a reportagem foi informada de que não era de conhecimento da fundação a presença do animal na comunidade, mas que medidas serão tomadas para preservar a vida da arara.