Em um período de 14 anos, a Vuelo Jeans ganhou espaço no mercado de varejo em Araranguá/SC, se consolidou como marca e hoje, testemunha o crescimento acelerado de seus negócios. Com loja no Center Shopping Araranguá, a Vuelo, que possui como proprietários Jaime e Janete Manfredini, conta com fábrica própria e lavanderia.

Para mostrar em detalhes a produção das famosas peças jeans da Vuelo, a série Bastidores da Moda visitou e conversou com os responsáveis pela marca que abastece a loja do Center Shopping e mais três lojas de atacado na região do Vale do Araranguá, Farroupilha e Brusque. Confira nos próximos parágrafos os bastidores da Vuelo Jeans.

Pesquisa e produção

A loja da Vuelo no Center Shopping se destaca pela moderna arquitetura da loja e pelas belas coleções, lançadas a cada estação. E quando o assunto é produção, o sentimento não é diferente. Localizada no bairro Divineia, em Araranguá/SC, a estrutura da fábrica traduz a essência da empresa: organização acima de tudo. Com setores bem distribuídos nos mais de 1.350 m² de pavilhão, a Vuelo se destaca pela organização, tanto na produção, quanto no setor administrativo.

A visita da reportagem foi acompanhada pela responsável pelo Marketing da Vuelo, Bruna Manfredini. A fábrica conta com setores de acabamento, administrativo, almoxarifado, compras, criação, expedição, marketing, modelagem e produção, sendo que em cada setor visitado, a sensação de hierarquia e organização se faz presente.

Ao todo, a Vuelo emprega 100 colaboradores. O modo de fabricação começa pela gerente administrativa, Cecilia Bernardino. Ao lado da encarregada de produção, Geovana Peres, ela fica responsável por estabelecer metas de produção e direcionar o trabalho das costureiras e de outros setores, como o de corte e acabamento.

"Na produção, muitas coisas são feitas manualmente. Quem vê de fora pensa que é uma máquina que coloca os botões, por exemplo. Mas tudo, desde a costura, colocação de botão, detalhes e enfeites, são feitos manualmente", revela Cecilia.

Coleção

Para a coleção Inverno 2018, Bruna comentou que a pesquisa de lavanderia é feita em viagens nacionais e internacionais, nos mais variados eventos de moda. “Outras formas de ter acesso às tendências são com os fornecedores de tecidos. Nosso objetivo é sempre se diferenciar no mercado", explicou.

A campanha de Inverno levou seis meses de pesquisa, e produção, para ficar pronta. Em março, a Vuelo lançou 200 referências, e a previsão é que até o fim da estação esse número duplique.

O jeans

As vitrines da Vuelo recebem uma nova coleção semestralmente, exaltando o look all denim (total jeans), que tem como destaques as calças, camisas, jaquetas e coletes. “Todo semestre trazemos novidades, porém, as referências que mais venderam são relançadas com novos detalhes, ou mesmo com lavagens diferentes", apontou Bruna.

No mundo do jeans, as tendências também ditam a moda. Neste inverno, por exemplo, os destaques ficaram para a calça flare, a boot cut e a pantacourt, o hit desta estação. Já nas cores, os tons mais terrosos continuam, tendo o vermelho como destaque.

No marketing share, a Vuelo possui um público 80% feminino, que veste do 34 ao 50. A marca também comercializa peças voltadas ao plus size.

Lavanderia

Atualmente, a produção da Vuelo é separada da lavanderia, que fica em outra sede, também na cidade de Araranguá/SC. Quando as peças ficam prontas na fábrica, elas seguem para a lavanderia para ganhar tonalidade e acabamento, que dão o diferencial na peça.

Um dos proprietários, Jonas Manfredini lembra o começo da Vuelo, no ano de 2004. Na época, a empresa fabricava jeans nos fundos de uma casa. Hoje, a Vuelo pode se orgulhar de ser uma marca consolidada no mercado, com um futuro promissor. "Muito em breve, todas as operações da Vuelo acontecerão em uma nova fábrica, ainda mais moderna, unindo os setores de confecção e lavanderia para dar ainda mais agilidade à produção", detalhou.

Fonte: Felipe Balthazar