A araranguaense Isadora da Silva Lemos, ganhou recentemente em um importante título para nossa região. A Prenda agora passa a representar o Movimento Tradicionalista Gaúcho – MTG do Estado de Santa Catarina na Confederação Brasileira da Tradição Gaúcha - CBTG, em uma das maiores competições de cultura tradicionalista gaúcha fora do RS. A menina que desde pequena demostrou afeição pela tradição gaúcha, agora pode se tornar a 1ª Prenda Adulta do Brasil.

Para ser campeã estadual, Isadora passou por outras duas etapas anteriores. A fase interna, para representar o CTG Vale da Amizade no qual é filiada e, logo após a etapa regional onde ganhou o título de 1ª Prenda Adulta da 6ª Região Tradicionalista, que abrange a área que vai de Torres até Içara. Passa agora a representar as 17 Regiões Tradicionalistas do Estado de Santa Catarina como 1ª prenda adulta, titulo conquistado na terceira etapa que aconteceu no último final de semana (27 e 28 de abril) na cidade de Lages, onde fica a sede do MTG. Agora Isadora se prepara para a última fase da competição - desta vez competirá em nível nacional em 2019.

Para levar o título para casa, os candidatas passam por três etapas: a primeira delas é a prova escrita, na qual são cobradas noções de folclore e tradição gaúcha, história, geografia, atualidades e redação. Provas artísticas, que consistem em declamação de poesia gaúcha, dança de salão e invernada e a apresentação de canção ou uma lenda. São cobrados também a confecção de artesanato ou culinária típica e pesquisa histórica. O último quesito é a vivência tradicionalista, da qual é avaliada a promoção da cultura tradicionalista através da participação ou autoria de projetos.

Conheça a sua trajetória

Isadora ingressou efetivamente no CTG em 2014, quando entrou em um curso de danças gaúchas, junto de seus pais e sua irmã gêmea. Após sua formatura no curso, ela participou da criação da invernada adulta do CTG Estância dos Anjos, na cidade de Araranguá, uma vez que, o CTG já tinha uma invernada veterana. "Apesar de conseguimos fazer um grupo adulto e realizar diversas apresentações, não conseguíamos filiar o CTG no MTG-SC", conta.

Para participar de rodeios e concursos é necessária a filiação no MTG, para que a entidade seja reconhecida a nível Estadual, e por isso não poderiam participar de concursos como o Festival Nacional da Cultura Gaúcha - FNCG.

Para conseguir participar do FNCG, ela se associou no CTG Vale da Amizade, na cidade de Turvo. "Como já tínhamos amigos lá, e nosso grupo adulto estava aos poucos se acabando, eu e minha irmã decidimos nos filiar", explica.

Porém, após um curto período de tempo, a 2ª Prenda Adulta do CTG, Heloísa Zeferino Vincentin, iniciou a faculdade em Joinville e por isso teve que se mudar para lá, deixando seu cargo em aberto. "Após uma reunião com as outras participantes do concurso, eu me propus a assumir seu cargo, já que as duas não poderiam assumir, passando assim a ser a 2ª Prenda Adulta do CTG Vale da Amizade, em um mandato juntamente com a 1ª Prenda Adulta do CTG Eduarda Kohls Rocha", finaliza Isadora.