Uma coletiva de imprensa na tarde desta quinta-feira, dia 11, oficializou que os serviços do Hospital Regional de Araranguá, voltarão nos próximos dias. O encontro, contou com a presença do secretário de Articulação Nacional de Santa Catarina – que irá assumir a secretaria de estado da Saúde-, Acélio Casagrande, secretário executivo da ADR, Heriberto Afonso Schmidt e demais autoridades.

Na oportunidade foi anunciado o acordo entre o Instituto Ideas e o SindiSaúde. Após 33 dias de greve, os funcionários aprovaram a proposta em votação na tarde desta quinta-feira, em assembleia na sede do HRA.

Ficaram definidos com base de negociação alguns itens, como a contratação de 360 funcionários, além de médicos e setor administrativo, totalizando em média 440 funcionários; estabilidade provisória/relativa, entre outros itens.

O Hospital Regional de Araranguá conta com 129 leitos, sendo que 60% deste montante é ocupado todos os meses. Um dos desafios será aumentar a taxa de ocupação da instituição, oferecendo outros serviços não realizados na região. “Um dos objetivos da saúde é diminuir o número de ambulâncias nas estradas, fazendo com que os pacientes sejam atendidos na sua região. No Regional de Araranguá queremos ocupar os demais 40% dos leitos disponíveis”, comenta o secretário de Articulação Nacional de Santa Catarina, Acélio Casagrande, que destaca também o empenho nas negociações iniciadas na última segunda-feira.

“Nos próximos dias, com o Instituto IDEAS iniciado os trabalhos, teremos a volta dos serviços prestados à população. Em pleno funcionamento serão atendidos entre 3.7 mil e 4 mil pessoas no Pronto Socorro”, calcula. O Regional de Araranguá atenderá também uma média de 5 mil pacientes ambulatoriais.

Para que os atendimentos sejam iniciados o mais rápido possível uma equipe da Secretaria do Estado da Saúde (SES), juntamente com técnicos da ADR, coordenados pela gerente Regional de Saúde Patrícia Gomes Jones Paladini, irá realizar uma vistoria no Hospital, para identificar os materiais que ainda estão à disposição e a necessidade de compra/locação. Uma comissão de avaliação e acompanhamento foi criada para este momento de transição entre o SPDM e o Instituto IDEAS.

O futuro diretor do Hospital Regional de Araranguá, Dr. Leon Iotti, que representou o Instituto IDEAS na entrevista coletiva, destacou na oportunidade o trabalho que vem sendo realizado pelo Instituto no Hospital Materno Infantil Santa Catarina, de Criciúma, que é auditado mensalmente, com aprovação de 100%.

Em relação à retomada de atendimento no HRA, Leon Iotti explica que a meta é realizar no menor prazo possível. “Temos que saber em que condições o Hospital está em relação a medicamentos e equipamentos, dentre outros materiais. Vamos fazer um inventário e iniciar a seleção de pessoal, com compromisso do número mínimo de 360 trabalhadores, mais a equipe médica. Temos por vocação bem atender. Este é o momento de unirmos forças em prol da abertura em tempo recorde, com apoio da Gerente de Saúde e da Unidade de Pronto Atendimento, já que temos ciência da importância do Hospital Regional de Araranguá para a população”.

Fonte: ADR ARARANGUÁ