A Promotoria Pública, por meio do Dr. Carlos Eduardo Tremel, Juiz da 2ª Vara Cível da Comarca de Araranguá, solicitou na tarde desta quarta-feira, dia 14, em Ação Civil Pública por atos de improbidade administrativa a suspensão do processo seletivo promovido no município de Araranguá, cujas provas estavam previstas para domingo, dia 18 de junho. A promotoria baseia esta decisão alegando diversas ilegalidades constatadas no referido certame.

A direção do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Araranguá (SINDMA), por meio do presidente, Fernando Espindula, está monitorando a situação. “Trabalhamos priorizando os princípios de igualdade, justiça e transparência. O sindicato reivindica que todas as iniciativas advindas do poder público respeitem estas condições. As pessoas que inscreveram-se, os servidores públicos e o município não podem ser penalizados. Aguardamos que as observações feitas pela Promotoria Pública sejam consideradas e atendidas”, disse.

Fonte: João Carlos Silva