Reunidos na noite desta sexta-feira, dia 2, associados e integrantes da diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Araranguá aprovaram, por unanimidade, a contas do SINDMA referentes ao exercício de 2016. A assembléia teve início às 19h e foi finalizada 21h15min, sob a coordenação do presidente, Fernando Espindula.

Além da prestação de contas apresentada em um telão, os presentes tiveram oportunidade de verificar as despesas e recitas do sindicato entre janeiro e dezembro de 2016. Também foram esclarecidas dúvidas e feita à explanação sobre a atual situação financeira do SINDMA. A prestação de contas anual está prevista no Artigo 14 do estatuto do sindicato.

As contas já possuíam parecer positivo do Conselho Fiscal, antes de serem submetidas a análise em assembléia. O presidente do sindicato, Fernando Espindula, aproveitou a ocasião e fez uma exposição das principais atividades desenvolvidas. “Em 2016, o SINDMA realizou varias melhorias e aquisições. O prédio da sede foi remodelado, à fachada frontal doa nossa sede foi revitalizada, compramos um aparelho de ar condicionado, dois televisores, dois computadores de mesa, um notebook e impressora.

Além disso, fizemos convênios com empresas que prestam serviços na área de saúde, contratamos novo assessor de imprensa, conquistamos abono de R$ 100,00 para as serviços gerais (merendeiras), conseguimos garantir adicional de periculosidade fixado em 30% sob o salário dos leituristas do SAMAE que trabalham com motocicletas e providenciamos um catálogo relacionando os bens do sindicato. Já, no setor financeiro abatemos a dívida de Execução Fiscal junto ao INSS, que totaliza R$ 26 mil e foi herdada pela atual gestão. Na área jurídica, o sindicato viabilizou aproximadamente duas mil ações envolvendo associados, que foram ajuizadas, provenientes de questões como triênio, incidência sobre abono, incorporação de abono e gratificação”, disse.

Sobre os planos, o presidente do SINDMA antecipou que a intenção da diretoria, cujo mandato vai até 2020, pretende reunir-se com os associados para debater a possibilidade de desenvolver um projeto visando à construção de uma sede social no terreno pertencente à entidade. A área, que foi quitada e escriturada pela atual diretoria, fica situada na Lagoa da Serra, às margens da ARA-227. “O objetivo é oferecer bem estar e apoio aos servidores, por isso é importante que os servidores públicos municipais participem do sindicato”, disse Fernando.

Fonte: João Carlos Silva