O sol brilhante, o céu azul, o verde exuberante da natureza, formavam uma paisagem deslumbrante na praia Morro dos Conventos, principal cartão-postal de Araranguá durante a tarde do último domingo, dia 30. O clima bom e quentinho de outono foi convidativo para passear e aproveitar as belezas naturais da região. Na rota dessas belas paisagens está o paradisíaco e abandonado Morro dos Conventos.

Muitos ciclistas pedalando sozinhos ou em grupo, apreciavam cenários de tirar o fôlego, evidenciando a urgência na construção de uma ciclovia para potencializar nosso turismo sustentável. Mas se por um lado a natureza contribui possibilitando um espetáculo de beleza sem igual, do outro o Poder Público mostra a lamentável face do abandono. As estradas que dão acesso aos principais pontos turísticos possuem trechos quase intrafegáveis e as pequenas comunidades que sobrevivem ao tempo como Ilhas por exemplo, há tempos sentem os duros reflexos do abandono. Acessos esburacados, falta de iluminação pública, difícil acesso à saúde, estradas ruins e falta de segurança são apenas algumas das dificuldades.

Ciclovia só no papel

Em novembro de 2015, um grupo de ciclistas criou a campanha “Ciclovia Já”, no entanto a tão sonhada obra, apesar da urgente necessidade ainda não saiu do papel. “Nossa cidade possui belezas naturais incríveis e uma ciclovia levando ao nosso principal cartão-postal possibilitaria um salto para o turismo sustentável. Por enquanto, para pedalar até o Morro enfrentamos riscos como sofrer atropelamento ou cair em um dos buracos dos acostamentos mal conservados”, explica Rosane Martins, de 34 anos, que pedala todo fim de semana na companhia do esposo e o filho de 15 anos. O roteiro que incluiu o Morro dos Conventos e Ilhas é o favorito da família.

Sempre na luta!

Uma das ativistas do Movimento “Ciclovia Já”, é a empresária Gisele Hespanhol. Em 2015 o grupo encabeçado por ela e outros ciclistas da região, mobilizou deputados como José Milton Scheffer, Jorge Boeira e Manoel Mota, além da Prefeitura Municipal e a Câmara de Vereadores. As autoridades foram convidadas para um passeio que iniciou em frente à Igreja Nossa Senhora Mãe dos Homens, no Centro de Araranguá e foi até o posto de combustíveis do Morro dos Conventos. Nenhum político apareceu no evento, com exceção do prefeito na época que ao final do passeio anunciou a construção da ciclovia. “A ideia era mostrar para as autoridades a urgente necessidade de construir uma ciclovia no Morro. Na época ouvimos do prefeito Sandro Maciel que a ciclovia ficaria pronta ainda antes do fim de 2016 e tivemos a informação de que um projeto chegou a ser elaborado e os recursos para construção da obra foram liberados, no entanto a obra não chegou a ser construída” explicou Gisele.

Falhas no projeto adiaram a obra diz secretário de Planejamento

Em entrevista exclusiva ao Jornal W3, o secretário de Planejamento da Prefeitura de Araranguá, Fernando Serrano, explicou que falhas no projeto técnico enviado ao Ministério do Turismo acabaram adiando o sonho da ciclovia. “Quando assumimos a prefeitura, nos deparamos apenas com um esboço de projeto que foi elaborado e previa uma ciclofaixa, no entanto o objeto do contrato pelo qual o recurso foi liberado estipulava a construção de uma ciclovia. Precisamos contratar uma nova empresa para realizar novo projeto de acordo com as exigências do governo federal e agora iremos remeter à Caixa para aprovação” explicou.

De acordo com Fernando, os recursos na ordem R$ 3,6 milhões já estão depositados na conta da prefeitura, aguardando apenas o projeto técnico para que a obra seja licitada e posteriormente construída. Enquanto isso, a prefeitura corre contra o tempo para não perder os recursos que ficam disponíveis somente até outubro deste ano. A previsão é que ainda nesta sexta-feira, 5, a empresa contratada pela prefeitura entregue o projeto reformulado e que até 2019 a ciclovia que vai ligar Araranguá ao Morro dos Conventos seja construída. “Serão 8,28 km de extensão ligando desde a rótula que dá acesso aos balneários até a entrada do antigo camping Morro dos Conventos”, detalhou.