Agora, a linha de ônibus que vai do Lagoão em direção ao Terminal do Centro, é adaptada aos cadeirantes. A ADEAR (Associação de Deficientes Físicos de Araranguá), em parceria com a Viação Cidade, organizou os horários de ônibus para que pelo menos um deles fosse ajustado as pessoas com deficiência.

A ideia surgiu já que a presidente eleita da Associação, Marlene Fernandes, precisa se locomover até a ADEAR nas quartas e sextas-feiras, sendo que a mesma é cadeirante. A assistente social da instituição, Rosana Marcolim, entrou em contato com a empresa Viação Cidade solicitando que nesses dias passasse ônibus adaptados pelo bairro Lagoão, onde Marlene reside atualmente. “Eles já têm passe livre para poder se locomover, nosso desejo é que todos as pessoas com deficiência também associados a ADEAR, possam ter linha de ônibus adaptada no bairro em que moram, porém, a empresa nos disponibilizou um, o que de início já é proveitoso”, disse Rosana.

A presidente eleita, explica que antes, o esposo dela levava ela de carro até a Associação. “Quando a minha cadeira era nova eu ia até o centro nela, mas depois acabou a bateria e não pude mais andar aí meu marido me levava de carro, com muita dificuldade, pois ele também é pessoa com deficiência e se tornava muito dificultoso”, relembrou.

Marlene também comentou que quando andava de ônibus sem elevador, se sentia envergonhada. “Eu me sentia humilhada e ficava com vergonha do motorista ter que me pegar no colo para me colocar dentro do ônibus. Agora, eu me sinto alguém muito feliz porque é muito triste termos que depender de outros para poder nos locomover. E com esse ônibus adaptado é muito maravilhoso para mim”, ressaltou.

Ela também aproveita para fazer um pedido. “O meu apelo é que todos os ônibus possam ter elevador e serem adaptados, seria muito bom e facilitaria muito a nossa vida. Hoje eu me sinto como um passarinho que criou asas e está conseguindo voar sozinho”, pontuou.

Para Marlene, a ADEAR é a segunda família dela. “É lá que me sinto útil, mesmo no pouco que faço. Também quero agradecer a nossa assistente social, a Rosana, por ter se disponibilizado a solicitar a empresa esse ônibus adaptado nos horários que preciso ir até a Associação”, frisou.

A Associação também aproveita para agradecer a empresa Viação Cidade, que prontamente realizou a solicitação feita pela ADEAR

Fonte: Natália Silveira