ESPECIAL ARARANGUÁ

Com o segundo maior PIB entre as atividades econômicas que fomentam o município, o setor da indústria representa uma grande parcela na economia araranguaense e, com isso, tem um papel importante diante do crescimento da cidade.

Mas além da expansão econômica, o setor industrial representa também a extensão territorial. Na Cidade das Avenidas, além do Parque Industrial, que é reconhecido por lei, há uma outra Área Industrial - situada nas imediações da rodovia Jorge Lacerda, no bairro Nova Divineia – que representa uma parcela importante da economia araranguaense.

Com mais de 15 empresas de diversos segmentos instaladas na região, a Área Industrial – que chegou a ser determinada por lei, porém após modificações passou a ser mista, abrangendo também residências – aguarda por melhorias, mas já tem sua relevância que merece ser reconhecida pela população.

Uma das empresas mais antigas da região é a Darabas Agardi, que dos 18 anos de história, há 15 anos está instalada às margens da rodovia. Com 65 colaboradores, a empresa comandada pelo empresário Karoly Agardi é reconhecida nacionalmente. “Hoje fabricamos gabinetes e espelheiras para banheiro. Nosso principal mercado é São Paulo para os grandes Home Centers como Leroy Merlin, Telha Norte, C & C, Dicico e outras. Estas redes possuem lojas em vários estados em todas regiões do país, mas principalmente na região Sudeste”, destaca.

Momento econômico

A instabilidade financeira que paira em todo o país desde o último ano também chegou à região. Para manter-se no mercado e evitar grandes prejuízos, os empresários locais precisaram de novas estratégias que evitassem a tão temida crise financeira.

Como já diz o ditado, após a tempestade vem a calmaria. O cenário ainda está longe do ideal, mas os primeiros sinais de reação começam a surgir. “Como um todo, acho que a situação não é boa em todo Brasil, mas numa visão bem realista, podemos dizer que já parou de piorar. Minha opinião é que o segundo semestre será de recuperação, mas ainda de maneira lenta. Os primeiros sinais já começam a aparecer, como para nós que retornamos as contratações”, avalia.

Falta integração

Na visão do empresário, a Área Industrial que se formou na região onde sua empresa está instalada precisa de maior atenção por parte dos próprios empresários. “Acredito que apesar de já sermos um bom número de empresários, há pouca integração entre as empresas. O que está causando uma grande apreensão é quanto às residências que estão sendo instaladas nas imediações, pois apesar de esta área ter sido área industrial, em algum momento, foi alterada para área mista”, destaca.

[+] Especial Araranguá Veja Mais:

O peixe nosso de cada dia
Do campo, ainda brota boa parte da economia
Primo Menegalli Júnior: o representante da juventude
A história de Araranguá sob as lentes de Genaro Salvador

Fonte: Fotos: David Cardoso