“Uma moedinha aí por favor! ” A frase que abre esta reportagem está se tornado cada vez mais conhecida por quem trafega com frequência na região central da cidade. Andarilhos, pedintes e usuários em número cada vez maior estão dominando o Centro e principalmente o Calçadão para abordar a população em busca de esmolas. A reportagem trazida com exclusividade pelo Grupo W3 na semana passada, ascendeu o alerta vermelho para o problema que está assustando moradores e principalmente comerciantes.

Na manhã desta quinta-feira, 19, um grupo da sociedade Civil organizada que está unido na internet através do aplicativo Whatsapp, se reuniu com lideranças e autoridades locais para debater o problema e exigir uma solução para o impasse que se arrasta há anos e piorou dizem eles, após a instalação do Centro Pop, um abrigo de passagem para andarilhos e moradores de rua localizado no Centro da cidade.

Marcou presença o prefeito de Araranguá, Mariano Mazzuco Neto, o vice Primo Junior, vereadores e representantes da Polícia Militar, além da secretária de Bem-Estar Social, Alice Aguiar. Em pauta esteve o crescimento assustador da mendicância em Araranguá. Segundo a empresária Helen Becker que encabeça a iniciativa, após mais de duas horas de intenso debate, ficou definido que será realizada uma campanha de conscientização orientando a população a não dar esmolas. “Atualmente contamos com mais andarilhos e pedintes de fora do que as próprias figuras folclóricas e alguns usuários de drogas araranguaenses. Acredito que a união faz a força e agradeço a todas as autoridades representantes que se fizeram presentes e ouviram nossos anseios para buscarmos as resolutivas finais. Temos que encontrar uma solução para o problema que está ficando pior a cada dia”, pontuou.

A campanha denominada “Não dê esmolas, dê dignidade” terá forte apelo nos veículos de comunicação e já conta com o apoio do Grupo W3. A Secretaria de Assistência Social também fará uma visita ao município vizinho de Torres, no Rio Grande do Sul, que encaminha a maioria dos andarilhos ao Centro Pop de Araranguá. A PM prometeu reforçar o policiamento ostensivo para inibir a presença principalmente dos usuários de drogas do centro da cidade.