A passagem da Tocha Olímpica vai ficar na memória de muitos araranguaenses. Nem mesmo a chuva que caiu sábado, dia 9, data do evento, impediu o grande espetáculo. Milhares de pessoas espalhadas nas principais ruas e avenidas do município aguardavam ansiosamente a chegada da chama olímpica que tinha a avenida Presidente João Goulart, logo na entrada da cidade, como ponto partida da Tocha. E na Praça Hercílio Luz, ponto de chegada, atrações culturais eram realizadas para animar o público.

A alegria e emoção estavam estampadas no rosto de cada condutor. Ao todo foram 18, divididos em um percurso de 3,6km. A araranguaense Juçara Ghellere foi a primeira a fazer o revezamento. “É um momento emocionante. É uma honra fazer parte deste momento”, dizia a condutora.

O também araranguaense e recordista mundial de embaixadinhas, Martinho Orige, antes mesmo de iniciar o revezamento, já dava mostras do que faria nos 200 metros que teria para realizar o revezamento. “O mundo todo está vendo a passagem da Tocha Olímpica. Vou honrar mais uma vez Araranguá fazendo o que sei fazer”, comentou. Ito e Feito. Assim que as tochas “se beijaram” e Martinho recebia a chama e para também não deixar mais a bola cair.

Entre os condutores havia anônimos, moradores do município e ainda atletas e personalidades conhecidas do esporte, como Celeste Roman, incentivador do esporte amador de Araranguá desde a década de 1960, o jovem Leonardo Arnold Correa, paratleta de tênis-de-mesa, o ídolo brasileiro do MotoCross, Cássio Garcia, multicampeão nos anos de 1980 e começo de 1990, e o maratonista Hildo Souza Santana, servidor público araranguaense, que fechou o revezamento. “Obrigado Araranguá.

Divido este momento com todos vocês. Esta grande festa vai ser lembrada pra sempre”, emocionou-se o grande vencedor de corridas de rua, indo às lágrimas na subida ao palco do evento.

O Revezamento da Tocha coloca Araranguá na história dos Jogos Olímpicos ao incluir o município do roteiro de cidades brasileiras por onde passou e ainda vai passar a chama olímpica. “Araranguá tem muito a se orgulhar. O que esta geração está vendo nenhuma outra viu no nosso país. O Revezamento da Tocha Olímpica será algo inesquecível em nossas vidas. Aproveito para agradecer a todos os envolvidos na organização do evento e a população que acompanhou este momento marcante”, discursou o prefeito Sandro Roberto Maciel logo após a chegada da Tocha.

Uma placa foi fixada na Praça Hercílio Luz, em comemoração a passagem da Tocha. Ao final do evento foram distribuídas mudas nativas, em ação realizada em parceria com a Prefeitura de Atalanta, município localizado na região do Vale do Itajaí. O Revezamento da Tocha em Araranguá teve o envolvimento na organização das subsecretarias municipais de Esporte e Comunicação, Departamento de Trânsito e o apoio das Polícias Militar, Civil, PRF, Corpo de Bombeiros e Faculdade do Vale do Araranguá (FVA), além do trabalho de organização e merchandising da empresa Gálatas Mídias e Eventos.