Tendo em vista a necessidade de fortalecimento das ações de Atenção Básica como principal porta de entrada do usuário do Sistema Único de Saúde, a Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Araranguá, por meio da Gerência de Saúde, iniciou nesta segunda-feira, 30, uma capacitação voltada aos profissionais que atuam na Atenção Básica no Extremo-Sul.

O objetivo é atualizar os profissionais sobre o e-SUS, SISAB e PMAQ. A estratégia e-SUS busca reestruturar e integrar as informações da Atenção Básica em nível nacional. A Estratégia e-SUS Atenção Básica é apoiada essencialmente por dois sistemas, o Sistema de Informação em Saúde para a Atenção Básica (SISAB), o sistema de informação nacional, e o Sistema e-SUS Atenção Básica, composto por sistemas de software que instrumentalizam o processo de trabalho nas Unidades Básicas de Saúde. O Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB), tem como objetivo incentivar os gestores a melhorar a qualidade dos serviços de saúde oferecidos aos cidadãos nas Unidades Básicas de Saúde por meio das equipes de Atenção Básica à Saúde. A meta é garantir um padrão de qualidade por meio de um conjunto de estratégias de qualificação, acompanhamento e avaliação do trabalho das equipes de saúde.

Segundo a gerente Regional de Saúde, Patrícia Gomes Jones Paladini, a capacitação visa sensibilizar e instrumentalizar os profissionais para o acompanhamento das ações da Atenção Básica na Região. “São três dias de atualização, com público-alvo específico em cada momento do encontro”, destacou.

As profissionais da atenção básica da Gerência de Saúde da ADR Araranguá, Débora Batista Rodrigues e Patrícia Tomé, explicam que nesta segunda-feira, 30, a capacitação foi voltada aos secretários de Saúde da Região, e aconteceu à tarde no laboratório de informática da Unisul/Ufsc. Entre os palestrantes estavam a gerente de Atenção Básica da Secretaria de Estado da Saúde, Lisete Contin; a coordenadora de atenção básica macro-sul, Mariana Dal Ri; a apoiadora da Atenção Básica no Ministério da Saúde, Flávia Henrique; e os teleconsultores e-SUS AB Telessaúde, Carlos Costa e Leandra d’Acampora.

Na terça-feira, 31, nos períodos matutino e vespertino, os técnicos dos sistemas de saúde Municipais serão capacitados pelos teleconsultores e-SUS AB Telessaúde, também no laboratório de informática da Unisul/Ufsc. O encontro encerra na quarta-feira, 1º, no auditório da ADR Araranguá, onde serão capacitados a partir das 14 horas os coordenadores/responsáveis pela Atenção Básica, saúde bucal e Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF).

Fonte: Leneza Della Krás