Programa oferecido gratuitamente à população quer diminuir o número de fumantes no Vale do Araranguá

O Programa de Controle do Tabagismo é tema de uma capacitação ministrada na Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Araranguá nesta quinta-feira, 05 e sexta-feira, 06, voltada aos profissionais de saúde dos 15 Municípios do Extremo-Sul, entre eles médicos, psicólogos, enfermeiros, farmacêuticos e nutricionistas.

A capacitação foi coordenada pela médica pneumologista da Gerência de Saúde da ADR Araranguá, Dra Flávia Corrêa Guerra, que aborda na capacitação estratégias e tratamento para incentivo da cessação do hábito de fumar. “É extremamente importante que estes profissionais que atuam na linha de frente dos Municípios estejam aptos a incentivarem seus pacientes a pararem de fumar. Segundo a médica pneumologista, o fumo é a maior causa prevenível de mortes. Ela alerta para os altos e assustadores índices. “O cigarro mata mais do que a tuberculose, o HIV e a malária juntos. Metade das pessoas que fumam morre em função do fumo”, destacou.

A gerente Regional de Saúde, Patricia Gomes Jones Paladini, destacou a importância da capacitação. “O Programa Nacional de Controle do Tabagismo do Ministério da Saúde, via Instituto Nacional do Câncer, tem como objetivo reduzir a prevalência de fumantes e a consequente mortalidade relacionada ao consumo de derivados do tabaco. Todas as medidas, sejam de prevenção à iniciação do tabagismo, ou de incentivo à cessação de fumar são muito importantes”, concluiu.