Viralizou na rede mundial de computadores, o abaixo-assinado criado por um grupo de moradores e estudantes locais, contra o aumento salarial dos vereadores. Aprovado por unanimidade pelos legisladores, na primeira sessão ordinária do ano, no dia 3 de fevereiro, na semana de carnaval, os novos valores fixados representam um aumento de 21,82%, o dobro do reajuste do salário mínimo que em 2016 foi de apenas 11,57%, ou seja, basicamente a reposição da inflação.  O aumento que os vereadores julgaram justo aprovar em benefício próprio é também quase três vezes maior do que o último reajuste do funcionalismo público municipal, que no acordo coletivo de 2015, recebeu parcos 8% e ainda de forma parcelada.

Mostrando total falta de sintonia com a realidade econômica do país, os vereadores pretendem engordar ainda mais seus salários, que nos dias atuais é de R$ 7.879,99 e com o aumento deve passar para R$ 9,6mil (nove mil e seiscentos reais).

Já o presidente da Câmara, cargo hoje ocupado pelo vereador Roniel Bianchin da Silva, o Rony (PMDB), também terá um aumento de 21%, passando de R$ 11.819,97 para R$ 14,4mil (quatorze mil e quatrocentos reais), um acréscimo de aproximadamente R$ 2.581.

COMO ASSINAR? 

Se você quer fazer parte do grupo de descontentes e assinar a petição, clique no link abaixo e siga as instruções. É fácil e rápido: Click aqui e assine.

Povo solta o verbo

Inconformados com esta realidade, os moradores estão divulgando nas redes sociais a petição eletrônica, uma espécie de abaixo-assinado, que será entregue na Cãmara de Vereadores. Em menos de 24h, mais de 1,2% da população local já assinou se posicionando contra aquilo que eles chamam de abuso, exagero e desperdício de dinheiro público.

No site da Revista  W3, a reportagem publicada ontem ultrapassou os 20 mil acessos e no facebbok da Revista foi visualziada por quase 40 mil pessoas. “Esperamos agora que as pessoas curtam, compartilhem e acima de tudo assinem esta petição contra o aumento que é abusivo,” explicou Guilherme Tonini, um estudante universitário que encabeça o movimento.

Desabafo na internet

Na expectativa de serem ouvidos  ou melhor “lidos” pelos vereadores, a população está usando a página da Revista W3 no facebook  para desabafar. Separamos alguns dos comentários sobre o assunto:

Natanael Rufino Borges:  Os caras têm o poder de aumentar os próprios salários.  Só no Brasil!

Elizandra Rosa Esse ano teremos eleições municipais, espero que esse fato não seja esquecido na hora de votar!

João Da Luz : Nessa hora não teve Governo e Oposição! Aí nessa hora são TUDO FARINHA DO MESMO SACO!Fazem as coisas na surdina.... É UM DESAFORO PARA TODA A POPULAÇÃO DE ARARANGUÁ QUE, EM MÉDIA, NÃO GANHA MAIS DO QUE R$ 1.500,00 POR MÊS! QUEM TEM QUE DIZER SE AUMENTA OU NÃO SALÁRIO É O POVO QUE COLOCOU ELES LÁ! BANDO DE SEM-VERGONHA!

Bia Dagostin Sai de Araranguá há 20 anos e quando voltei estavam praticamente as mesmas pessoas nesses cargos. A culpa não é deles de estarem lá e sim de quem vota nos mesmos sujeitos ano após ano. Trocam voto por gás, gasolina, porque conhece o tal candidato menos pelo motivo certo. Parece que em época de eleição da uma amnésia coletiva no povo. Votem em pessoas diferentes, nem que seja pra dar chance a um corrupto novo, já  que esses aí a gente Já "enricou "!